Futsal entra em quadra
PUBLICADO EM 02 de julho de 2017

BERNARDO COSTA

bernardo.costa@odia.com.br

Os Jogos da Baixada chegam a Queimados na terceira semana de competições. Hoje, na Escola Municipal Metodista, sai o campeão no futsal sub-17. Logo na primeira fase, um clássico entre Itaguaí e Nova Iguaçu. Comandada pelo técnico Adelson Santos, a equipe de Itaguaí luta pelo bicampeonato, enquanto o time de Nova Iguaçu, que ficou de fora do pódio no futebol de campo, aposta as fichas na modalidade para pontuar na classificação geral e manter o título dos Jogos da Baixada.

O time de Itaguaí levou o título no ano passado em jogo disputado contra Duque de Caxias | Foto: Arquivo O Dia

O time de Itaguaí levou o título no ano passado em jogo disputado contra Duque de Caxias | Foto: Arquivo O Dia

“Estamos trabalhando forte para buscar o heptacampeonato para Nova Iguaçu. Precisamos pontuar bem no futsal”, destacou o técnico Luís Carlos Amâncio, o Cacau, ao deixar o campo da Vila Olímpica de Caxias, no fim de semana passado, após a eliminação no futebol diante dos donos da casa, que levaram o ouro da modalidade.

Em Itaguaí, o time bicampeão no futsal sub-14 forma a base da equipe sub-17 deste ano. Hoje, estarão em quadra os destaques do ano passado: Daniel Meireles e Victor Hugo Padela subiram de categoria e vão atuar no mesmo time dos irmãos Lucas Meireles e João Vitor Padela, que fará sua quinta participação nos Jogos da Baixada. “Acreditamos na experiência deles na competição para mantermos o título”, diz o técnico Adelson Santos.

O time de Caxias, que foi vice em 2016, ao perder de 5 a 4 nos pênaltis para Itaguaí, deposita esperanças nos craques do time. “Temos o João Victor, que vai fechar o gol, e o Danilo, nosso ala canhotinho, que é extremamente habilidoso”, diz Walber Carvalho, técnico de Caxias.

Medalha de bronze em 2016, Belford Roxo terá o time comandado por Antonio Saturnino, o mestre da banda do Colégio Líbano Brasileiro. O conjunto executou o Hino Nacional na cerimônia de abertura dos Jogos da Baixada, no Parque Olímpico.

Além de Itaguaí, Nova Iguaçu, Caxias e Belford Roxo, Japeri, Meriti, Queimados, Seropédica, Magé, Mangaratiba, Mesquita, Paracambi, Nilópolis e Guapimirim estão na disputa: todos as cidades participantes.

Surpresas da última rodada de competições

Depois do título inédito no handebol sub-14, no fim de semana passado, o time de Seropédica comemorou o ouro tomando açaí na praça do Km 42, onde treina. Enquanto saboreava a vitória, a equipe campeã, que fez sua estreia em competições nos Jogos da Baixada, fazia planos para o ano que vem.

Mauro Pessoa, do time de handebol de Seropédica, entre os atletas de Caxias | Foto: Arquivo O Dia

Mauro Pessoa, do time de handebol de Seropédica, entre os atletas de Caxias | Foto: Arquivo O Dia

“Eles não paravam de falar em disputar outros torneios”, contou o técnico Ronaldo Hernandez que, junto com Amanda Bahia e Marina Souza, toca o projeto social ‘Esporte na Praça’, que formou o time campeão de Seropédica.

A conquista do ouro no domingo, depois de passar pelos times de Nilópolis, Nova Iguaçu, Meriti e Caxias, as potências da modalidade nos Jogos da Baixada, deixou os atletas Mauro e Cauã Pessoa emocionados. O choro dos irmãos comoveu todos que estavam no ginásio da Vila Olímpica de Caxias. A equipe campeã ainda contou com os atletas Abraão do Nascimento, Thiago Viana, Guilherme de Araújo, Guilherme de Aguiar e Luiz Fernando Freitas.

No sábado, os favoritos do atletismo também foram surpreendidos no arremesso de peso. Estreante nos Jogos, Marcos Paulo, de 14 anos e 1,97m de altura, levou o ouro para Queimados no sub-14. Ele vai disputar no basquete.

Plano para Queimados

Secretário de Esporte e Lazer de Queimados, Júlio Coimbra participou da reforma do ginásio da Escola Municipal Metodista, que recebe a terceira semana de competições dos Jogos da Baixada, e tem planos para retomar a liga estudantil.

Que tipo de obras foram feitas?

Concentramos as nossas ações na pintura do ginásio, área externa e interna, e ajeitamos os refletores que estavam apagados. Também fizemos uma limpeza geral.

Há novidades para a Vila Olímpica de Queimados ?

Sim. Acabamos de reabrir, na sexta-feira passada, o campo de futebol da Vila Olímpica, que ficou fechado cerca de um ano. Conseguimos verbas para recuperar o alambrado e trocar a grama sintética.

É uma iniciativa visando aos Jogos da Baixada?

— Claro. Todas as nossas ações serão voltadas para a competição. Estou em contato com a Secretaria de Educação para retomarmos a liga estudantil de Queimados. Isso formará times mais fortes para os Jogos.