Tocha foi acesa por campeã que já participou da competição
PUBLICADO EM 19 de junho de 2017

Um ônibus de Vila de Cava, onde mora, até o Centro de Nova Iguaçu. Depois, um trem para Madureira. Mais um ônibus para Sulacap. E só então Beatriz Porto chega ao Centro de Desportos da Aeronáutica, onde treina. Atual campeã estadual do salto em altura, foi Beatriz quem acendeu a pira olímpica na cerimônia de abertura da 20ª edição dos Jogos da Baixada. Um reconhecimento à jovem que começou a carreira na competição e hoje se destaca no time de atletismo do Vasco. “Diante de momentos com este é que sinto que todos os obstáculos que enfrento valem a pena”, declarou a jovem atleta, de 18 anos.

Beatriz ainda guarda medalhas dos Jogos, no atletismo, basquete e vôlei | Foto: Cleber Mendes

Beatriz ainda guarda medalhas dos Jogos, no atletismo, basquete e vôlei | Foto: Cleber Mendes

Sua participação na cerimônia de abertura dos Jogos, na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra, foi um dos pontos altos da manhã do último dia 10. Ao dar a volta na quadra conduzindo a chama, a atleta foi aplaudida por cerca de 2,5 mil pessoas que participaram da solenidade, entre competidores, comissões técnicas, árbitros, artistas, empresários e autoridades.

 

Para ela, ter acendido a chama da 20ª edição dos Jogos da Baixada, o maior evento socioesportivo da região,foi mais uma vitória. “Nunca pensei que seria a escolhida. Sinto que dei mais um passo à frente na minha carreira, pois iniciei minha vida de atleta nos Jogos. Foi onde tudo começou para mim”, revelou.

 

Beatriz Porto conta que sempre teve aptidão para o esporte. Quando criança, sonhava ser jogadora de futebol. No Colégio Vila de Cava, começou a treinar handebol. Até que foi levada para a Vila Olímpica de Nova Iguaçu pelo treinador André Luís Penudo, um dos coordenadores da delegação da cidade nos Jogos da Baixada. “Lá, eu vi que poderia me destacar no atletismo, principalmente nas competições de salto, a modalidade em que me encontrei”, relembra Beatriz.

 

E as conquistas não param. Após ganhar três medalhas de ouro, uma de prata e duas de bronze em suas participações na competição (no atletismo, basquete e vôlei), a atleta polivalente hoje conquista títulos pelo Vasco. Além do primeiro lugar no campeonato estadual de salto em altura, na categoria júnior, ela é a atual vice-campeã da modalidade no segmento adulto.

 

Beatriz foi levada para o clube pela treinadora Solange Chagas, que se impressionou com sua participação no campeonato intercolegial de 2016. Na escola do Vasco, em São Januário, concluiu o Ensino Médio e vem trilhando uma carreira de sucesso. Em Vila de Cava, ela já é celebridade: “As crianças me veem como um espelho”.

 

Autoridades municipais vão à cerimônia

 

Conscientes da importância dos Jogos da Baixada para a região, os prefeitos das cidades de Guapimirim, Duque de Caxias, Magé, Mesquita, Queimados, São João de Meriti e Seropédica compareceram à cerimônia de abertura do maior evento socioesportivo da região, no último dia 10 na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca.

 

“A Baixada é um lugar de povo ordeiro e trabalhador. Que todos tenham sorte na disputa”, saudou Washington Reis, prefeito de Caxias. Secretários de Esporte também estiveram na solenidade. Nielsen Krizek, de Guapimirim, destacou o envolvimento da torcida de sua cidade, que compareceu ao Parque Olímpico em seis ônibus lotados. “Isso foi o resultado de uma ampla convocação que fizemos no município”, diz ele.

Prefeitos estiveram na abertura do evento, no Parque Olímpico | Foto: Cleber Mendes

Prefeitos estiveram na abertura do evento, no Parque Olímpico | Foto: Cleber Mendes

Parceria garante transporte às delegações

 

Ainda sob a escuridão da noite, Ana Beatriz Pereira, de 11 anos, saiu de casa, em Vila Pauline, Belford Roxo, para o ponto de encontro com a sua delegação. E às 6h em ponto se juntou aos colegas rumo ao Parque Olímpico para a cerimônia de abertura da 20ª edição dos Jogos da Baixada.

 

Ana Beatriz e centenas de outros jovens chegaram à Arena Carioca 1 graças ao apoio da Auto Viação Vera Cruz. Responsável por 35 linhas na Baixada, a empresa disponibilizou 28 ônibus para transportar mais de 1,5 mil pessoas dos 13 municípios da região. “Elaboramos um plano de ação para apoiar este evento de sucesso, que se caracteriza pela inclusão”, disse Francisco Carlos Felix Teixeira, diretor-administrativo da Auto Viação Vera Cruz.

Funcionários da Viação Vera Cruz posam para a foto no Parque Olímpico: transporte garantido aos atletas | Foto: Cleber Mendes

Funcionários da Viação Vera Cruz posam para a foto no Parque Olímpico: transporte aos atletas | Foto: Cleber Mendes