Foto: Ag. News
21 set

Em meio à crise, Eike Batista não abre mão de viagens, iate e avião

Em entrevista ao jornal ‘Folha de S. Paulo’, Eike Batista declarou que voltou à classe média. Após a quebra do império X, Eike calcula que seu patrimônio, estimado em US$ 30 bilhões em 2012, esteja negativo em US$ 1 bilhão. Mas a coluna descobriu que não é bem assim.

Segundo uma fonte, Eike não vendeu o helicóptero, o iate e nem o avião. Além disso, Thor e Olin continuam indo para Angra no helicóptero do pai nos finais de semana. Flávia Sampaio, namorada do empresário e mãe do caçula Balder, segue sua rotina normal. Tanto é que ela está em Nova York, correndo no Central Park e indo às compras na Big Apple, sem a menor preocupação.

Antes de pousar em Nova York, ela esteve passeando por Orlando. E, ao contrário do que as pessoas especulam, mesmo que Eike realmente perca o seu patrimônio, a conta bancária de Luma de Oliveira não sofreria abalo algum. Na separação, Eike deu uma quantia em dinheiro à ex-mulher e, desde então, ela se mantém sozinha. Como diria a querida travesti Luísa Marilac e seus ‘bons drink’: “Se isso é estar na pior…”

Foto: Ag. News

Foto: Ag. News

Comente ()

Postado por: Leo Dias às 11:31 pm

21_eliane_leodias
21 set

Pronto, falei!

Uma apresentadora de TV que mora em São Paulo tem um hábito esquisito quando vem ao Rio. Ela entra sozinha em um restaurante em Ipanema, bebe sozinha e vai embora trocando as pernas. Sozinha!

A coluna descobriu que as cenas do monte Roraima, onde ficam as minas do comendador José Alfredo (Alexandre Nero), em ‘Império’, são gravadas em Carrancas, Minas Gerais.

Dia desses, Eliane Giardini estava no Rio Design Barra e não quis ser fotografada. Ao avistar um paparazzo, a atriz entrou em um restaurante, saiu pela porta dos fundos e foi embora do shopping às pressas.

21_eliane_leodias

Ninguém entendeu o comportamento de Miá Mello na festa de lançamento do filme ‘Isolados’, que aconteceu na semana passada. Ela foi para a área de fumantes e ficou reclamando que as pessoas estavam fumando… Detalhe: Miá não é fumante.

Na semana passada rolou uma festa pelos 16 anos do Canal Brasil. Lázaro Ramos era um dos mais aguardados com Taís Araújo, mas o casal não deu as caras no evento. Lázaro, inclusive, iria participar como jurado da escolha do melhor curta-metragem produzido para o canal.

A Globo mandou retirar os adesivos de identificação dos carros de reportagem da emissora. E os repórteres dos telejornais também estão proibidos de entrar nas comunidades. Procurada, a assessoria de comunicação da Globo disse que sempre teve carros com e sem logotipo, há anos, em sua frota de reportagem. E que ambos são usados na cobertura das matérias diárias: “No mais, não detalhamos nossas medidas de segurança”, diz o comunicado. Mas quem passa pela porta da emissora no Jardim Botânico pode ver que toda a frota não tem mais o símbolo da Globo.

Comente ()

Postado por: Leo Dias às 11:30 pm

21 set

Organizadores do Rock in Rio Las Vegas promovem show em Nova York

Os organizadores do Rock in Rio Las Vegas promoverão um show promocional na próxima sexta-feira, de graça, em plena Times Square, em Nova York, com Sepultura e John Mayer. O festival carioca acontece em maio de 2015 na capital do jogo dos Estados Unidos. Nos bastidores, comenta-se que era para ser um show de Ivete Sangalo com Alicia Keys e ninguém entendeu direito por que acabou não acontecendo tal encontro.

Comente ()

Postado por: Leo Dias às 11:30 pm

Foto: Divulgação
21 set

Claudia Leitte fará pelo menos cinco shows com a Mocidade Independente de Padre Miguel

Batido o martelo: no dia 30 de novembro acontece o primeiro show de Claudia Leitte na Mocidade Independente de Padre Miguel. Como a procura e os pedidos são muito grandes, a diretoria da escola decidiu fazer o show do lado de fora da quadra, onde a capacidade de público é maior. A ideia é transformar Padre Miguel em uma área de micareta, à beira da Avenida Brasil, com direito a trio elétrico vindo especialmente de Salvador para o show. E a escola acaba de fechar com o clube Monte Líbano, na Lagoa: todas as segundas de janeiro de 2015 serão reservadas aos ensaios da bateria da Mocidade com direito a show de Claudia Leitte. Então, pode colocar na agenda: dias 5, 12, 19 e 26 de janeiro haverá Claudia Leitte com Mocidade na Zona Sul do Rio.

Claudia Leitte 1

Comente ()

Postado por: Leo Dias às 11:30 pm

Foto: Divulgação
21 set

Gluglu comemora 11 anos de carreira

Vinícius Vieira, o Gluglu, comemora 11 anos de carreira e elege o seu momento mais importante na TV. “Estar em primeiro lugar de audiência ao lado de Gugu Liberato no palco de seu programa, na Record, foi marcante demais”, disse ele à coluna.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Comente ()

Postado por: Leo Dias às 11:30 pm

Foto: Divulgação
20 set

Rômulo Neto sobre Cleo Pires: ‘É a relação mais profunda da minha vida’

Ninguém pode negar que o coração palpita quando Robertão, personagem de Rômulo Neto em ‘Império’, aparece sem camisa na novela. Na entrevista a seguir, o ator conta que está sempre se exercitando, mas que não é adepto da malhação tradicional de academia: “Quando estou de folga vou surfar ou fazer jiu-jítsu. Caso não consiga fazer nenhum dos dois por questão de tempo ou condição do mar, improviso um treino de musculação e aeróbico em casa mesmo.” Rômulo também fala sobre sua relação com Cleo Pires, que o casal prefere não rotular como casamento. “A gente mora junto e tem uma vida a dois. Essa é a definição do nosso relacionamento”, diz.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Vamos começar falando sobre seu personagem em ‘Império’. O cara tem um sex appeal absurdo e eu me lembro de você ter comentado na coletiva que o Robertão era largadão. Você ainda acha isso?
Eu acho ele largadão mesmo. Robertão não tem um senso de estética bacana, não sabe se vestir, ele é meio porco porque não gosta de tomar banho. Não é higiênico e acho que isso vem da preguiça dele. É um cara muito preguiçoso.

Você sabia que iria causar com esse papel?
Acho que a gente nunca sabe, né? Pelo menos, eu nunca sei. Foi o melhor personagem que recebi até hoje. É um texto muito bom e eu consigo trabalhar muito a minha interpretação, então, eu realmente não tinha expectativa. Estava deixando a banda tocar e estou muito feliz com o retorno que estou tendo. Não só do grande público, mas também de amigos meus que curtem novelas, atores que são experientes e até da minha mãe, que é supercrítica. É aquela coisa: você não pode deixar isso te acomodar. É um caminho muito perigoso esse retorno positivo.

E ele tem uma veia de humor muito forte, né?
Ah, sim. É um núcleo de muito humor com aquela família. Eu, a Zezé (Polessa) e o Tato (Gabu Mendes) trabalhamos com muito humor com esses personagens. Trocamos muita bola até para suavizar o clima tenso que as atitudes deles deixam. Isso deu uma suavizada e com isso veio a aceitação. Acho que tem dado bem certo pelo retorno que estamos tendo.

Você fez teste?
Fiz teste.

Como foi?
Tem uma produtora de elenco que trabalhou comigo em ‘Malhação’, em 2007. E através de uma amiga fiquei sabendo que estava rolando teste. Fiquei naquela situação de ligar ou não, e acabei colocando meu ego de lado e procurando por ela. Liguei e no dia seguinte já estava com teste marcado. Eu estava em aberto para qualquer personagem. Acordei cedo, decorei o teste e fui com a cara e com a coragem para fazer o meu melhor. Acho que foi o teste que me fez conseguir usar a tensão ao meu favor. Entreguei para Deus e esperei. Para mim, a missão estava cumprida, tinha feito um bom teste e era só esperar.

E sobre sensualidade? Seu personagem expõe muito o corpo… Você teve alguma preparação específica para isso ou não?
Nada radical, me preocupo com a quantidade de carboidrato e evito alimentos industrializados. Só mantive a rotina de exercício, mesmo com essa rotina complicada, e melhorei a alimentação. Antes eu comia mais carboidrato, agora diminuí.

Que exercícios você faz?
Eu não malho em academia. Eu surfo, faço kitesurf, sou bem ativo quando o assunto é exercício. Quando estou de folga vou surfar ou fazer jiu-jítsu. Caso não consiga fazer nenhum dos dois por questão de tempo ou condição do mar, improviso um treino de musculação e aeróbico em casa mesmo.

Você tem retorno dos gays? Seu personagem mexe muito com o imaginário das pessoas.
Tenho sentido isso através das redes sociais, mas nas ruas ainda não, porque minha rotina tem sido trabalho, casa e trabalho. Estou gravando todos os dias e quando saio do estúdio vou correndo para casa para estudar os textos do dia seguinte. Meus amigos gays estão amando.

Já recebeu cantada de algum homem? Conta como foi?
Algumas (risos). Uma vez, indo surfar, um cara me abordou e, logo que percebi, disse educadamente que não era a minha. Ele ficou sem graça e saiu.

Como você se preparou para o Robertão?
Primeiro, eu fiz um workshop na Globo. Na verdade, meu personagem não estava incluído naquela lista de preparação. Eu pedi para o Papinha (diretor de núcleo) e ele me autorizou a fazer. A partir daí, comecei a fazer um trabalho com meu ‘coach’ (técnico), além de assistir a alguns filmes que permeiam o universo do personagem, li muito sobre psicanálise para encontrar as definições de traços marcantes da psique do Robertão.

Em uma recente entrevista, você declarou que fica acanhado com as cenas sensuais. Como é isso?
Na verdade, distorceram o que eu disse. Eu sou acanhado na minha vida pessoal, mas quando estou no personagem, com um propósito e uma complexidade de trama por trás, eu faço numa boa e me divertindo.

Em algumas cenas, você faz striptease para o Téo Pereira (Paulo Betti). Você fez aula?
Não fiz aula. Queria que fluísse bem organicamente para ter bastante verdade. Foi superdivertido fazer e gostei do resultado.

Você conhece alguém como o Robertão?
Eu não conheço, mas acredito que existam vários Robertões por aí.

Você já tem planos para depois de ‘Império’?
Não, não tenho. Estou louco para fazer peça, mas estou focado no presente. Até hoje, só fiz uma peça e adorei. Para mim, como ator, acho um bom caminho.

Você mostra uma naturalidade muito grande com esse personagem. A gente conversa contigo e vê que você é um cara com conteúdo, não é só um rostinho bonito. Rola aquela preocupação da imagem que o público vai manter de você?
Existe sim esse pensamento e um pouco de preocupação em relação à forma com que eu vou demonstrar para quem não me conhece, que eu não sou esse personagem. Há uma leve preocupação, mas, ao mesmo tempo, não posso ficar me martirizando por quem tiver preconceito e for me julgar.

As pessoas se surpreendem quando te conhecem?
Hum, acho que não. Me relaciono com pessoas que não têm preconceito, tenho tido essa sorte. Hoje em dia, meu núcleo de amizade e de convívio é bem menor.

Na época de ‘Salve Jorge’, Cleo (Pires) falou muito sobre a relação de vocês, mas deixou claro que não quer rótulos. Qual nome a gente pode dar para relação de vocês?
(Silêncio) Não rotulo… A gente mora junto e tem uma vida a dois. Essa é a definição do nosso relacionamento.

Vocês pretendem oficializar a união?
Não, a gente não tem isso como um plano futuro, não. A gente está feliz. Nenhum de nós dois é fã de casamento em igreja.

Você nunca foi fã ou mudou de opinião?
Tenho uma visão romântica da coisa. Tinha mais isso quando era novo. Hoje em dia, vejo que o mais importante é o que de fato é. A cumplicidade dos companheiros que estão se relacionando. Acho que isso é o importante. Firmar o compromisso pode ser uma consequência, na minha opinião. Estamos bem com o compromisso que a gente tem, e estamos trabalhando tanto que isso nem passa pela nossa cabeça.

Tento me despir sempre do preconceito. A Cleo (Pires) me surpreendeu positivamente mostrando um outro lado dela supersocial, não só aquele mulherão ‘sex symbol’. Ela te surpreende?
É a relação mais profunda que eu já tive. Antigamente, eu não me permitia. Eu era muito jovem e com marcas da vivência da vida, então, você acaba ficando protegido. Com certeza, é a relação mais profunda da minha vida inteira.

Filhos estão nos planos de vocês?
Falamos sobre o assunto com seriedade e amor, mas não fazemos planos.

Como a Cleo lida com as suas cenas sensuais?
Numa boa! Ela também é atriz e sabe que faz parte da nossa profissão.

No último show do Fábio Jr., aqui no Rio, ele declarou que você foi o melhor homem que a Cleo (Pires) poderia ter. O que você achou?
Que genro não gosta de ser elogiado e aprovado pelo sogro?! Acho ótimo! Fábio é talentoso, tem uma história de vida incrível, é o pai da minha mulher e adorei conhecê-lo. Mas também não posso esquecer do Orlando (Morais). Ele é um querido, amo ele de paixão, que é o outro pai da Cleo e me recebeu de braços abertos. Tenho que pontuar os dois.

Que imagem você acha que as pessoas têm sobre você?
Não tenho a menor ideia e procuro não pensar nesse tipo de coisa. Já fui muito criticado na minha vida, em vários momentos, acho que isso, na verdade, acaba sendo de alguma forma maledicente. A grande realidade é que se você quer ser feliz não deve se importar com a opinião alheia. Isso vem através do seu processo de amadurecimento pessoal e espiritual. Já procurei saber, mas não passo mais por isso.

Você faz terapia?
Sim, faço terapia bioenergética. Ela mexe com energia, movimentos do corpo e respiração. Você faz vários exercícios de meditação. O resultado disso é tocar em coisas que ficaram enclausuradas em você. Você desperta aquilo que foi anestesiado e tenta transformar em algo positivo. Você se sente mais seguro, mais livre e com mais identidade. Ator trabalha com muita emoção, então entrei num processo para tratar o Rômulo e acabou ajudando o meu trabalho.

Você já revelou que fez análise para superar a perda do seu pai. Hoje, você considera que isso foi superado?
Acredito que isso nunca será resolvido e nem tem que ser. Acho que tem que ser digerido da melhor forma possível e transformado em algo positivo. E é nesse processo que me encontro hoje.

O Robertão traz você como ícone. Isso te gerou oportunidades novas de trabalho? Campanhas sensuais, presença…
Acho que surgem mais propostas de trabalho, sim. É natural pelo trabalho.

Como você lida com o título de galã?
Acho que lido bem, não mudo a minha postura e nem o meu comprometimento com o trabalho.

Quantas tatuagens você tem? Pretende fazer mais? Teve arrependimento de alguma?
Tenho nove tatuagens no total e não me arrependo de nenhuma. No momento, estou feliz com elas e sem vontade de fazer outra.

Qual é o seu maior defeito? E qualidade?
Acho que defeito é ser impulsivo. Já qualidade é o meu otimismo.

Comente ()

Postado por: Leo Dias às 11:31 pm