26 fev

Anderson Silva, José Aldo, Dan Henderson… veja 20 lutadores que nunca foram nocauteados

Uma das principais virtudes de um lutador de MMA é o “queixo duro”. Aquele atleta que aguenta pancadas e se recusa a “beijar o tatame”. Aos 42 anos, Dan Henderson (29–9) é um guerreiro que nunca foi nocauteado na carreira. Ele foi derrotado por Lyoto Machida, no UFC 157, na madrugada do último domingo, na decisão dos árbitros e manteve a escrita.

Cigano foi castigado por Velasquez, mas mesmo assim não caiu. Foto: Reprodução

Quatro brasileiros também fazem parte do seleto grupo: Anderson Silva (33–4), José Aldo (22–1), Renan Barão (30–1) e Junior Cigano (15-2). Confira os 20 principais atletas que nunca foram nocauteados no MMA.

Clay Guida (30–13)

Um dos lutadores preferidos dos fãs do UFC, Clay Guida não foge de lutas e ataca os adversários com tudo que tem. O norte-americano de 31 anos aposta no preparo físico invejável para levar a melhor sobre os rivais. Suas lutas tem um pingo de “briga de rua”, já que Guida não hesita em partir para a trocação franca. E muitas vezes o resultado fica claro em seu rosto, com cortes e sangramentos intensos. Mas com 13 derrotas na carreira e nenhum nocaute, ele tem crédito de sobra.

Johny Hendricks (14-1)

Há uma razão para Johny nunca ter sentido o sabor amargo de um nocaute: ele acaba com os adversários antes que eles tenham a chance de fazer o mesmo com ele. Dono de um mão pesada, o meio-médio é dono de uma força desproporcional para a categoria. Ele já apagou oponentes como Jon Fitch e Martin Kampmann antes que eles pudessem pensar em pegá-lo.

Nate Diaz (esquerda) e Clay Guida. Foto: Divulgação

Shane Carwin (12–2)

Shane Carwin é um peso-pesado que já recebeu castigos duros dentro do octógono. E nem assim ele sucumbiu. Ele foi catigado por Brock Lesnar no UFC 116 e por Junior Cigano UFC 131 e nem assim caiu. Carwin, de 38 anos, pode estar na reta final de sua carreira, mas enquanto ele estiver lutando não espere vê-lo sendo nocauteado.

Anderson Silva (33–4)

Algumas pessoas acham que o queixo de Anderson Silva é feito de borracha. Ou até mesmo de aço. Sendo um ou outro, a verdade é que ele parece indestrutível. Nos 15 anos de lutador profissional e com 37 lutas no cartel, o Spider nunca foi nocauteado.

Às vezes ele ate parece desafiar seus adversários a acertá-lo, deixando a guarda baixa e apenas confiando em sua esquiva. Só que neste caso, o feitiço acaba virando contra o feiticeiro, com Anderson nocauteando seus rivais com um potente contra-golpe.

Anderson Silva às vezes parece brincar com adversários. Foto: Reprodução

Carlos Condit (28–6)

Carlos Condit tem a resistência de um verdadeiro guerreiro. Sua habilidade para se manter em pé frente aos melhores strikers do mundo é admirável. Em seus duelos, o meio-médio de 28 anos alcança sempre o nível máximo de coração, garra e esbanja uma incapacidade incrível de ser nocauteado. Quanto mais Condit luta, mais inteligente ele fica. É possível que ele encerre sua carreira sem nunca cair para nenhum adversário.

Júnior Cigano (15-2)

Júnior Cigano é um dos lutadores mais fortes que o MMA já viu. Seu poder de nocaute é conhecido e temido por todos os seus rivais. Na sua última luta, por conta de problemas pessoais aliados a um adversário em um dia inspirado, Cigano provou ter um dos queixos mais duros do esporte. Ele sofreu golpes duros durante cinco rounds seguidos e ainda assim terminou a luta de pé.

Mesmo lutando na divisão dos maiores nocauteadores do MMA, Cigano deu sinais que dificilmente sairá desta lista em um futuro próximo.

Dan Henderson, de 42 anos, nunca sentiu o gosto de um nocaute. Foto: Reprodução

Dustin Poirier (13–3)

Dustin “The Diamond” Poirier se transformou em um dos atletas mais prolíficos no esporte hoje. Aos 24 anos, ele mostrou muita habilidade em confrontos contra alguns dos principais candidatos na divisão peso-pena, como Chan-Sung Jung e Cub Swanson. Ele travou batalhas com strikers mantendo uma grande força de vontade, boxe afiado, ótima defesa de quedas e uma teimosia que o mantém sempre vivo nas lutas.

Gilbert Melendez (21-2)

Assim como seus companheiros de treino Nick e Nate Diaz, Gilbert Melendez continua a desmontar os adversários, utilizando seu jogo em pé aliado ao boxe preciso. O campeão dos leves do Strikeforce só perdeu duas vezes em sua longa carreira, ambas por decisão dos árbitros.

Guerreiro, Carlos Condit é duro na queda. Foto: Reprodução

Enquanto ele puder manter seu jogo de pés incansável e seu foco, Melendez tem uma chance muito boa de roubar o cinturão de Benson Henderson e prolongar seu recorde de não sofrer nocautes.

Frankie Edgar (15–4)

É impressionante pensar que Frankie Edgar nunca foi nocauteado. Sempre o menor lutador na divisão dos leves, “The Answer” encarou rivais bem maiores e nunca veio abaixo. Agora ele vê as chances de “dormir” caírem consideravelmente após descer para a categoria dos penas. Isso é uma coisa boa. Afinal, quem não gostaria de assistir Frankie Edgar brigar por cinco rounds?

Nate Diaz (16–8)

Ao contrário do irmão Nick, Nate nunca teve problema contra strikers. Isso é no minimo intrigante, considerando que ele é um trocador mais fraco, mas que gosta de levar suas em pé. É improvável que Diaz termine sua carreira na lista, mas ele fez o suficiente nos últimos anos para chamar a atenção de todos.

Dan Henderson (29–9)

Não deve haver nenhum outro lutador do mundo capaz de suportar tanto a dor física como Dan Henderson. Aos 42 anos, a lenda do MMA não pensa em aposentadoria e nunca sucumbiu sob a pressão de socos. Isso inclui lutas contra Anderson Silva, Fedor Emelianenko, Maurício Shogun Rua, Rampage Jackson, Vitor Belfort, Wanderlei Silva e muitos outros.

Henderson continua a construir a sua série histórica cada vez que ele pisa dentro do octógono. Com um tremendo poder de nocaute, é extremamente difícil que alguém consiga derrubar o veterano.

Renan Barão (30–1)

O brasileiro Renan Barão não só nunca foi nocauteado, como também nunca foi finalizado. Sua única derrota na carreira foi em sua primeira luta como profissional, onde acabou derrotado por decisão dividida dos juízes. Dono da maior invencibilidade do MMA atual, Barão é dono interino do cinturão dos galos, o que torna sua sequência ainda mais impressionante, já que derrotou praticamente os maiores nomes da categoria.

Barão venceu a luta no quarto round. Foto: Divulgação

Apenas em sua última luta Barão esteve ameaçado por Michael McDonald, porém o brasileiro mostrou mais uma vez sua técnica e finalizou o rival.

Hector Lombard (32-3-1)

Se você tem o físico de Hector Lombard, ser nocauteado não é uma opção. Seria um crime contra a natureza. O cubano radicado na Austrália é um dos maiores peso-médios que o esporte já viu. Colocá-lo para dormir seria uma das coisas mais  surpreendentes dentro do octógono. O lutador aposta no poder de seus socos, acertando seus adversários com bastante frequência.

Jon Jones (17–1)

Jon Jones nunca chegou nem perto de ser nocauteado. O astro norte-americano está cada vez mais amadurecido e seu jogo alia técnica apurada, instinto assassino e estratégia. As habilidades de Jones parecem naturais e fizeram com que ele se transformasse em dos maiores meio-pesados que o MMA já viu.

Bones sempre mantém os combates sob controle e escolhe a melhor forma de evitar danos graves. O sueco Alexander Gustafsson pode ser o único atleta a levar vantagens físicas sobre Jones.

Jim Miller (22-4)

Jim Miller gosta de uma boa briga, possui ótima transição e raramente se vê em apuros contra strikers. Ele tem enfrentado os melhores leves ao longo dos últimos oito anos e só perdeu para Frankie Edgar, Ben Henderson, Gray Maynard e Nate Diaz. Nada mal para um cara adora mesclar luta no chão e em pé.

Dominick Cruz (19–1)

Dominick Cruz usa sua envergadura para evitar ser nocauteado. Ele usa a distância para levar vantagem sobre os adversários em praticamente todas as suas lutas profissionais. Esse tipo de domínio físico faz com que Cruz mantenha os rivais longe. O norte-americano dá pouca chance de aproximação e mantém seu queixo longe de ataques perigosos.

Benson Henderson (18-2)

Com uma trocação de ponta, grande trabalho em clinch e um físico de colocar inveja, Ben Henderson é um dos lutadores mais difíceis de se bater atualmente. Ele trabalhou bem contra alguns dos melhores strikers da divisão dos leves do UFC. É provável que ele siga como campeão por muito tempo. Ele sentiu o soco de Frankie Edgar em duas ocasiões distintas, mas nem isso foi capaz de levá-lo à nocaute.

Gegard Mousasi (33–3)

Muita gente ainda não se deu conta de que o ex-Strikeforce Gegard Mousasi é uma ameaça para destronar o campeão meio-pesado Jon Jones. A única coisa que a maioria das pessoas não sabe sobre Mousasi é que ele nunca foi nocauteado. Com 10 anos de competição profissional, 38 lutas e ataques a rivais como Mark Hunt, Lawal Muhammed, Kyle Mike e Hector Lombard, o pugilista iraniano nunca beijou o tatame.

Velocidade de Aldo é trunfo para não cair. Foto: Divulgação

Anthony Pettis (16–2)

Talvez não exista um lutador tão promissor no MMA quanto Anthony “Showtime” Pettis. O fenômeno de 26 anos saiu do World Extreme Cagefighting e trouxe seu sucesso para o UFC em 2011. Ele é responsável por nocautes rápidos sobre top contenders do nível de Donald Cerrone e Joe Lauzon.

Clay Guida mostrou que levar Pettis para baixo e sufocá-lo com um jogo de chão é uma ótima maneira de pará-lo. Sua trocação é muito eficiente e não para de evoluir, mas ser nocauteado não é uma opção para Pettis.

Jose Aldo (22–1)

Aldo é um lutador praticamento impossível de ser batido. Ele possui uma velocidade de pernas únicas no MMA, aliando um potente chute baixo, talvez o melhor da história, com uma base muito rápida e poderosa, que usa para evitar as quedas. Além disso, Aldo é completamente imprevisível na trocação e raramente seu adversário consegue tocar seu rosto.

Apenas Mark Hominick, após ser massacrado por quatro rounds, colocou o campeão em perigo no último assalto. Por isso, Aldo é considerado um dois maiores peso por peso do MMA atual.

POSTADO POR: Cadu Bruno às 6:25 :: (18) Comentários

18 comentários em “Anderson Silva, José Aldo, Dan Henderson… veja 20 lutadores que nunca foram nocauteados

  1. Paulo Cesar

    Benson Henderson apagou qdo recebeu um lindo chute antes de entrar para UFC..

    Procura no youtube.
    Chute digno de ninja no MMA – YouTube

    1. MMA na Rede

      Paulo, o chute de fato existiu, porém Ben Henderson perdeu esta luta por decisão unânime dos juízes, e não por nocaute/nocaute técnico.

      Um abraço

      Cadu Bruno

    2. Augusto

      O Pettis não nocauteou o Henderson, apesar do knock down o Henderson conseguiu se recuperar e levar a luta até o fim, perdendo por pontos.

  2. Rodrigo

    Puts… O Bruno (das respostas malcriada) é mesmo um sabichão né! Sabe tudo de MMA e da modinha… Puts deve ser um baita bringalhão que assiste as lutas até o amanhecer mas não tem coragem de entrar em uma escola de artes marciais. Cara chato!

  3. ROGE

    meus caros amigos como e que pode voces ficafem vendo homem se agarrando com homem, tem gosto pra tudo e gosto e de ver mulher se agarrando com mulher e eu no meio de preferencia rsrsrs, hummm vai ter um monte de bichinhas que vao ficar irritadinhas kakakaka

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


três × = 27

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>