Arquivo do autor:Cadu Bruno

3 jul

‘Nostradamus do MMA’ palpita quem vence no UFC 175

Moçada do MMA! Que semana gloriosa para os fãs do esporte! Las Vegas vai bombar com dois grandes eventos: o primeiro, no sábado, acontece o UFC 175, com duas disputas de cinturão. No domingo, a final do TUF 19 mais a trilogia entre Frankie Edgar e BJ Penn. E mais uma vez, eu, o Nostradamus do MMA, estou preparado para mais adivinhações do além para esses eventos. Mas esse post primeiramente vai tratar somente do UFC 175, com a luta principal entre o noss dragão, Lyoto Machida, contra o campeão dos médios, Chris Weidman.

Antes, uma má e uma boa notícia. A má é que acertei apenas 4 de 10 lutas do UFC Fight Night 43, na Nova Zelândia. E a boa é que acertei 9 de 11 combates no UFC Fight Night 44, em San Antonio. Foi uma loucura de adivinhações nesse dia, 24 horas de combates mundo afora.

Na luta principal, Lyotinho vai para cima do campeão Chris Weidman em busca de fazer história e ser mais uma a ter cinturão do UFC em duas diferentes categorias. Mas Chris está invicto e vem de vitórias sobre a lenda Anderson Silva. Quem fica com o título, meus amigos proféticos do MMA?

Nostradamus do MMA

Na co-luta principal, mais uma disputa de título: Ronda Rousey, fenômeno do MMA feminino, encara Alexis Davis para manter seu cinturão e a invencibilidade no MMA. Quem vence essa grande disputa de grappling moçada?

Ainda, no card principal, Stefan Struve volta ao UFC e ao MMA após tratar de uma doença cardíaca e enfrenta Matt Mitrione, pelos pesados. O Homem-Ambulância, Uriah Hall, mede forças com o nosso Thiago Marreta, pelos médios e Marcus Brimage encara Russell Doane, pelos galos.

No card preliminar, destaques para Urijah Faber e Alex Caceres, que fazem grande combate, pelos galos, e a brasileirada em ação, como Bruno Carioca contra Chris Camozzi e Guilherme Bomba contra Luke Zachrich, pelos médios, e Ildemar Marajó contra Kenny Robertson, pelos meio-médios.

Meus amigos proféticos, a macumba cosmológica está lançada. Ela está preparada para o sucesso e vocês vão curtir o evento, com certeza. Preparem o suco de groselha e divirtam-se nesse fim de semana!

Munrá!

UFC 175

CARD PRINCIPAL

Chris Weidman x Lyoto Machida
Ronda Rousey x Alexis Davis
Stefan Struve x Matt Mitrione
Uriah Hall x Thiago Marreta
Russell Doane x Marcus Brimage

CARD PRELIMINAR

Urijah Faber x Alex Caceres
Ildemar Marajó x Kenny Robertson
Chris Camozzi x Bruno Carioca
Rob Font x George Roop
Luke Zachrich x Guilherme Bomba
Kevin Casey x Bubba Bush

POSTADO POR: Cadu Bruno às 9:18
3 jul

UFC 175: Lyoto encara campeão Weidman para entrar para a história, em card com mais 4 brasileiros

Por Leo Salles

Em todo feriado de 4 de julho nos Estados Unidos, o UFC oferece aos fãs de MMA uma semana de entretenimento e muitas lutas, Netse fim de semana não será diferentes: além das fan expos, a organização montou dois eventos, um no sábado e outro no domingo, em Las Vegas. No sábado, acontece, o UFC 175, com duas disputas de cinturão. Lyoto Machida desafia o campeão dos médios, Chris Weidman, na luta principal para entrar a história e se tornar mais um lutador do UFC a ser campeão de duas categorias diferentes. Ronda Rousey encara a desafiante Alexis Davis, pelos galos femininos. O UFC 175 começa à partir das 20h (de Brasília).

Chris Weidman destronou a lenda Anderson Silva como campeão dos médios e há quem duvide da capacidade do americano. Nas duas lutas contra o ex-campeão, um soco certeiro e uma lesão do brasileiro deram o título para Weidman, que permance invicto no MMA. Já Lyoto desceu para a categoria dos médios e venceu as duas que fez, contra Mark Muñoz e Gegard Mousasi, de maneira incontestável. Além disso, o brasileiro pode entrar para a história ao ser mais um lutador a ganhar o cinturão do UFC em duas categorias diferentes. Um combate que favorece ao brasileiro, por conta de seu estilo mais paciente e esperando o momento certo para atacar. Para o americano, levar Lyoto para o chão e trabalhar seu excelente wrestling. Previsão de grande luta!

Lyoto Machida encara o campeão Chris Weidman no UFC 175 (Foto: Divulgação)

Lyoto Machida encara o campeão Chris Weidman no UFC 175 (Foto: Divulgação)

Na co-luta principal, Ronda Rousey, a nova estrela da organização, quer manter sua invencibilidade contra a perigosa Alexis Davis. Ambas gostam de trabalhar no solo, porém Ronda é superior no grappling e vem melhorando gradativamente na luta em pé. Porém, Davis já mostrou nos combates que fez no UFC que possui bons chutes baixos, que incomodaram suas adversárias.

Ainda, no card principal, Stefan Struve se recuperou de uma grave doença cardíaca e volta ao UFC para enfrentar Matt Mitrione, em duelo válido pelos pesados. Combate que provavelmente acabará com um nocaute. Uriah Hall, que ainda possui mais hype que resultados, encara o brasileiro Thiago Marreta, pelos médios. É a chance do jamaicano mostrar toda a capacidade técnica e poder de nocaute que tem para ser visto de novo com bons olhos. Já para Marreta, caso derrote Hall, começará a galgar por espaço maior na organização. E Russell Doane e Marcus Brimage se duelam pelos pesos-galos.

Três brasileiros lutam no card preliminar

No card preliminar, Urijah Faber e Alex Caceres fazem uma grande luta pelos galos, candidata a de melhor da noite. Três brasileiros vão participar do card preliminar do UFC 175. Ildemar Marajó mede forças com Kenny Robertson, pelos meio-médios. Bruno Carioca e Guilherme Bomba, ex-TUF Brasil 3, encaram, respectivamente, Chris Camozzi e Luke Zachrich, pelos médios.

Confira as lutas do UFC 175:

UFC 175

CARD PRINCIPAL

Chris Weidman x Lyoto Machida
Ronda Rousey x Alexis Davis
Stefan Struve x Matt Mitrione
Uriah Hall x Thiago Marreta
Russell Doane x Marcus Brimage

CARD PRELIMINAR

Urijah Faber x Alex Caceres
Ildemar Marajó x Kenny Robertson
Chris Camozzi x Bruno Carioca
Rob Font x George Roop
Luke Zachrich x Guilherme Bomba
Kevin Casey x Bubba Bush

POSTADO POR: Cadu Bruno às 9:09
30 jun

Treinador de Jacaré destaca evolução para nova luta com Mousasi

Há pouco mais de cinco anos, no Japão, Ronaldo Jacaré amargava uma dura derrota por nocaute, no Dream 6. O adversário, Gegard Mousasi, foi o segundo e último a leva-lo à lona em 24 lutas, e agora está novamente em seu caminho, numa luta fundamental para Jacaré, no UFC 176, dia 2 de agosto, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Se vencer, o brasileiro, quarto colocado no ranking da categoria peso-médio (até 84,3kg), se aproxima de uma disputa de título. Em seu corner, novamente, estará Rogério Camões, que começou a trabalhar como preparador físico do atleta #IntegralTeam logo após aquela derrota, e hoje o vê em outro patamar, mais afiado e sonhando com voos mais altos.

Há seis anos, Ronaldo Jacaré perdia por nocaute para Gegard Mousasi, no Dream 6. Agora, o brasileiro considerado um dos top 4 terá sua chance de “revanche”, no UFC 176, dia 2 de agosto, em Los Angeles, muito mais maduro do que naquela derrota em 2008. É o que garante quem acompanha seu trabalho de perto desde então. Rogério Camões, o Rogerão, começou a trabalhar com Jacaré logo após o revés para o holandês e acompanhou a total evolução do atleta. Para ele, o faixa-preta de jiu-jitsu está cada vez mais afiado para o MMA e sonhando com voos mais altos.

Rogério Camões vai preparar Ronaldo Jacaré para combate contra Gegard Mousasi (Foto: Divulgação)

Rogério Camões vai preparar Ronaldo Jacaré para combate contra Gegard Mousasi (Foto: Divulgação)

“Assistimos àquela luta, o Ronaldo estava melhor, mas se afobou um pouquinho. Tomou a pedalada e foi à lona. Vejo-o totalmente diferente para essa, digamos, revanche. Hoje é um outro lutador. Virou perigoso em pé, tem a mão muito dura, está com o boxe em dia. Melhorou demais o wrestling e o grappling, está mais forte na queda. Hoje, o Jacaré faz um jiu-jitsu de MMA e naquela época era recém vindo do pano, das competições de kimono. Além disso, essa luta foi há muito tempo. Está tudo muito diferente. Fisicamente, o Jacaré tem uma qualidade muscular muito maior e uma técnica muito mais apurado”, conta Rogerão.

Acompanhando o dia a dia de Ronaldo Jacaré, Rogerão afirma que o lutador está em franca evolução para alcançar a vitória sobre Mousasi e continuar subindo na categoria, tendo o cinturão, hoje nas mãos do americano Chris Weidman, como objetivo. E a tática para fazer o brasileiro sair do octógono com o triunfo é aprimorar ainda mais o seu ponto forte, o jiu-jitsu, apesar da evolução na luta em pé e no wrestling. Jacaré é cinco vezes campeão mundial de jiu-jitsu e já finalizou 14 oponentes em suas 20 vitórias no MMA.

Ronaldo Jacaré segue invicto desde que entrou para o UFC (Foto: Divulgação)

Ronaldo Jacaré segue invicto desde que entrou para o UFC (Foto: Divulgação)

“Estamos na fase especifica do treinamento. Já estou trabalhando em cima do que vai ser a prioridade dessa luta. O Mousasi é um striker, trabalha muito bem em pé. Por isso, vamos procurar fazer do Jacaré forte para imprimir o jogo dele, que é no chão, apesar de estar com o boxe muito afiado. Estamos trabalhando em cima disso. Ronaldo é já um nome forte e top no MMA. Nosso foco é melhorar cada vez mais o jiu-jitsu dele”, conta.

Ronaldo Jacaré soma em seu cartel 20 vitórias no MMA e apenas três derrotas. No UFC, são três lutas e três vitórias, sobre Chris Camozzi e Yushin Okami, em 2013, e Francis Carmont, em fevereiro deste ano. A luta contra Mousasi, dono de um expressivo recorde de 35 vitórias, dois empates e quatro derrotas, será a primeira do brasileiro fora de seu país-natal, no Ultimate. Rogério Camões é preparador físico e líder da X-Gym, equipe de MMA do Rio de Janeiro, e treina nomes como Anderson Silva, Warlley Alves, campeão do TUF Brasil 3, e Rafael Feijão.

POSTADO POR: Cadu Bruno às 12:15
29 jun

UFN 44: Cub vence e lutará pelo cinturão; brasileiros tiveram trabalho

Por Rodrigo Tannuri

O UFN 44 foi realizado no Texas e apresentou lutas bastante interessantes. Contudo, como em quase todos os eventos de MMA, algumas decisões polêmicas foram vistas e vão gerar grandes debates. Na noite de 11 lutas, três dos cinco brasileiros em ação venceram, mas quem brilhou mesmo foram Cub Swanson e os estreantes Carlos Diego Ferreira, Ray Borg e Oleksiy Oliynyk.

Cub Swanson vibra ao bater o peso dos penas

Cub Swanson vibra ao bater o peso dos penas

A luta principal, entre os penas Cub Swanson e Jeremy Stephens foi de altíssimo nível, como era de se esperar. No início, houve um certo equilíbrio, mas, com o decorrer do tempo, Swanson entrou de vez no combate e, com seu maior volume, versatilidade e movimentação, foi superior, levando a melhor sobre o duríssimo “Lil’ Heathen” e confirmando o favoritismo. Essa foi a primeira derrota de Stephens nos penas, o que só enaltece a vitória de Cub. Stephens é um atleta osso duro de roer e não é por acaso que está entre os melhores da categoria. Com a sexta vitória seguida, Swanson segue impressionando e sua evolução no MMA finalmente foi premiada, já que agora ele será o próximo desafiante dos penas.

Kelvin Gastelum, vencedor do TUF 17, não conseguiu bater o peso para lutar nos meio-médios, perdeu parte de sua bolsa, porém se recuperou de todos esses contratempos e venceu mais uma luta no UFC, a quarta seguida. Invicto no MMA e com apenas 22 anos, “Mini Cain” faz jus ao seu apelido e, se for melhor lapidado, pode ir muito longe no esporte. Mesmo perdendo, o sueco Nicholas Musoke é um bom lutador, versátil e deve se recuperar em breve.

Mutante e Marcelo Guimarães se destacaram no UFN 44

Mutante e Marcelo Guimarães se destacaram no UFN 44

O vencedor do TUF Brasil 1, Cezar Ferreira, foi praticamente perfeito contra Andrew Craig. O brasileiro dominou o adversário por completo, sendo superior tanto em pé quanto no chão. Sua atuação seria irretocável, caso não fosse o final da luta, no qual Craig tirou forças não se sabe de onde para atordoar o brasileiro e quase operar um milagre. Para a sorte do pupilo de Vitor Belfort, não havia tempo para mais nada. Com o triunfo, “Mutante” se recuperou da dura derrota que havia sofrido e volta a se aproximar do top-15 dos médios. Ao perder a segunda seguida, Craig, que não é bom em nada, mas eficiente em tudo, fica na corda bamba, mas, como o UFC gosta de atletas duros, que sempre dão tudo de si, deve receber uma colher de chá da organização.

Pelos penas, Ricardo Lamas se recuperou da derrota para José Aldo, quando disputou o cinturão, justamente sobre o companheiro de treino do brasileiro, Hacran Dias. Vale ressaltar que o combate não foi um dos mais emocionantes, mas a vitória segue dando ao americano o status de ser um dos melhores da divisão. Com a segunda derrota seguida, ambas para bons nomes e especialistas em Wrestling, Dias, que impressionou em sua estreia, segue sendo testado ao mais alto nível e, por pouco, não surpreendeu.

Outro brasileiro que não teve sorte foi Antônio Braga Neto, que perdeu para Clint Hester, em luta válida pelos médios. O especialista em Jiu-Jitsu até teve o controle da luta no solo, porém não fez o bastante para impressionar os juízes. Se o brasileiro foi burocrático, Hester foi ainda mais. Enfim, mais um polêmico resultado. Como não tem nada a ver com isso, o americano chegou a quarta vitória seguida e começa a ganhar notoriedade na categoria.

Carlos Diego Ferreira	 comemora vitória em sua estreia

Carlos Diego Ferreira comemora vitória em sua estreia

Os dois brasileiros do card preliminar foram muito bem. Voltando aos médios, Marcelo Guimarães fez o básico para se recuperar da última derrota. Já Carlos Diego Ferreira chegou com tudo ao UFC, estreando de forma impressionante. O brasileiro, invicto no MMA, precisou de apenas 38 segundos para finalizar Colton Smith, vencedor do TUF 16, e promete abalar a estrutura dos leves.

A grande discussão aconteceu no duelo entre os galos Cody Gibson e Johnny Bedford, vencido pelo primeiro. Logo no início, o combate foi interrompido de forma polêmica e tal ato gerou bastante comentários, inclusive, quase fez “Brutal” agredir o árbitro. O curioso é que o mesmo lutador teve uma postura antiesportiva ao afirmar que o brasileiro Rani Yahya havia sido beneficiado com um no-contest, após este ter apagado com a cabeçada que recebeu na luta entre eles.

Resultados do UFN 44:

CARD PRINCIPAL

Cub Swanson derrotou Jeremy Stephens por decisão unânime
Kelvin Gastelum derrotou Nicholas Musoke por decisão unânime
Cezar “Mutante” derrotou Andrew Craig por decisão unânime
Ricardo Lamas derrotou Hacran Dias por decisão unânime
Clint Hester derrotou Antonio Braga Neto por decisão dividida
Joe Ellenberger derrotou James Moontasri por decisão dividida

CARD PRELIMINAR

Carlos Diego Ferreira derrotou Colton Smith por finalização no 1º round
Cody Gibson derrotou Johnny Bedford por nocaute técnico no 1º round
Marcelo Guimarães derrotou Andy Enz por decisão dividida
Ray Borg derrotou Shane Howell por finalização no 1º round
Oleksiy Oliynyk derrotou Anthony Hamilton por finalização no 1º round

POSTADO POR: Cadu Bruno às 2:45
28 jun

UFN 43: Marquardt dá a volta por cima; Charles vence e fatura bônus

Por Rodrigo Tannuri

O bom UFN 43 foi realizado de madrugada, na Nova Zelândia, e teve como luta principal os experientes Nate Marquardt e James Te Huna, se enfrentando pelos médios. Na estreia de ambos na categoria, melhor para Marquardt, que mesmo sendo azarão e visitante, ignorou a pressão do público local, finalizou o oponente no final do primeiro round e faturou um dos bônus de performance da noite.

Marquardt finaliza Te Huna com uma chave de braço

Marquardt finaliza Te Huna com uma chave de braço

Tal feito veio em boa hora, já que o americano vinha de três derrotas seguidas e, agora, pode voltar a ser o que era antes. Aliás, num passado não muito distante, “The Great” já chegou a lutar pelo cinturão da divisão, ou seja, ele sempre foi um bom nome dela e com certeza agregará ainda mais talento. Por outro lado, a situação de Te Huna é preocupante. Ao descer dos meio-pesados, era esperado um desempenho melhor do atleta, porém ele já iniciou mal sua jornada na “nova casa”, mesmo lutando em seu quintal, amargou a terceira derrota seguida e corre sério risco de ser cortado.

Charles do Bronx finaliza mais um, dessa vez a vítima foi Hioki

Charles do Bronx finaliza mais um, dessa vez a vítima foi Hioki

Pelos penas, Charles do Bronx confirmou a boa fase e, finalmente, pode ter entrado no top-15 da categoria. Depois das boas performances diante de Frankie Edgar (derrota) e Andy Ogle (vitória), o brasileiro encarou Hatsu Hioki, mais um bom nome, e não decepcionou. Pelo contrário, a promessa, de 24 anos, finalizou o japonês, também especialista em Jiu-Jitsu, foi o primeiro a fazer isso e, de quebra, ainda faturou mais um bônus de performance da noite.

O estreante Rodrigo “Monstro” foi outro brasileiro que esteve em ação, porém decepcionou e amargou uma dura derrota para o meio-médio Neil Magny. A luta da noite foi a primeira do evento, o equilibrado embate entre os meio-pesados Gian Villante e Sean O’Connell.

Resultados do UFN 43:

CARD PRINCIPAL

Nate Marquardt derrotou James Te Huna por finalização no 1º round
Jared Rosholt derrotou Soa Palelei por decisão unânime
Charles Oliveira derrotou Hatsu Hioki por finalização no 2º round
Robert Whittaker derrotou Mike Rhodes por decisão unânime

CARD PRELIMINAR

Jake Matthews derrotou Dashon Johnson por finalização no 3º round
Richie Vaculik derrotou Roldan Sangcha-an por decisão unânime
Vik Grujic derrotou Chris Indich por nocaute técnico no 1º round
Neil Magny derrotou Rodrigo de Lima por nocaute técnico no 2º round
Dan Hooker derrotou Ian Entwistle por nocaute técnico no 1º round
Gian Villante derrotou Sean O’Connell por decisão dividida

POSTADO POR: Cadu Bruno às 8:24
27 jun

‘Nostradamus do MMA’ palpita quem vence nos dois eventos do UFC de sábado

Moçada do MMA! Em plena Copa do Mundo, uma dose dupla novamente de UFC. Assim vocês matam o papai do além, viu! Nesse sábado acontecem o UFC Fight Night 43, em Auckland, na belíssima Nova Zelândia, e o UFC Fight Night 44, em San Antonio. Duelo principais entre James Te-Huna e Nate Marqaudt no outro lado do mundo e Cub Swanson e Jeremy Stephens na terra dos mexicanos e dos caubóis.

Antes, um lamento: acertei 4 de 11 lutas do UFC 174. Uma pena, meus amigos proféticos. Mas Demetrious Johnson comprovou mais uma vez que é rei dos moscas, dominando todo o comabte contra o perigoso Ali Bagautinov. Esse ratinho é demais!

Em Auckland, James Te-Huna vai para cima de Nate Marquadt, estreano na nova categoria. Um combate de francos trocadores e quem encaixar o melhor golpe vai levar a luta. Quem vence essa moçada? Soa Palelei encara Jared Rosholt em suelo de pesados na co-luta principal e o nosso Charles do Bronx mede forças com Hatsu Hioki no card principal. No preliminar Rodrigo Monstro enfrenta Neil Magny.

Nostradamus do MMA

Já em San Antonio, Cub Swanson quer ter o title shot dos penas e encara Jeremy Stephens, que possui uma mão pesadíssima. Combate de tirar o fôlego, meus amigos proféticos. Quem leva essa? Na co-luta principal, Kelvin Gastelum encara Nicholas Musoke, pelos meio-médios.

Entre os brasucas do evento, Cezar Mutante mede forças com Andrew Craig, pelos médios. Hacran Dias, menino da Nova União, enfrenta o perigoso Ricardo Lamas, pelos penas. Antônio Braga Neto quer vencer a segunda no UFC e mede forças com Clint Hester, pelos médios. No card preliminar, Carlos Diego faz sua estreia no evento contra Colton Smith, pelos leves e Marcelo Guimarães encara Andy Enz, pelos médios.

Moçada, minha concentração foi em dobro para esses eventos, uma fumacinha branca saiu pela minha cabeça profética aqui na Constelação de Andrômeda. Segure essa pedrada, porque minha reza foi braba.

Anarriê!

UFC Fight Night 43, em Auckland, Nova Zelândia

CARD PRINCIPAL

James Te Huna x Nate Marquardt
Hatsu Hioki x Charles do Bronx
Soa Palelei x Jared Rosholt
Robert Whittaker x Mike Rhodes

CARD PRELIMINAR

Dashon Johnson x Jake Matthews
Richie Vaculik x Roldan Sangcha-an
Vik Grujic x Chris Indich
Rodrigo Monstro x Neil Magny
Sean O’Connell x Gian Villante
Ian Entwistle x Daniel Hooker

UFC Fight Night 44, em San Antonio, Texas

CARD PRINCIPAL

Cub Swanson x Jeremy Stephens
Kelvin Gastelum x Nicholas Musoke
Andrew Craig x Cezar Mutante
Ricardo Lamas x Hacran Dias
Clint Hester x Antônio Braga Neto

CARD PRELIMINAR

Joe Ellenberger x James Moontsari
Cody Gibson x Johnny Bedford
Carlos Diego x Colton Smith
Ray Borg x Shane Howell
Anthony Hamilton x Oleksiy Oliynyk
Andy Enz x Marcelo Guimarães

POSTADO POR: Cadu Bruno às 12:01
26 jun

UFC realiza mais dois eventos no mesmo dia com brasileiros nos cards

Por Leo Salles

Mais uma vez em 2014 o UFC realiza dois eventos no mesmo dia. Neste sábado (28), Auckland, na Nova Zelândia, e San Antonio, no Texas, nos Estados Unidos, recebem 21 lutas e confrontos principais entre James Te-Huna e Nate Marquadt, pelos médios, em Auckland, e Cub Swanson e Jeremy Stephens, pelos penas, na cidade texana. Ainda, muitos brasileiros estarão em ação neste sábado.

Te-Huna faz sua estreia nos médios após viver um mau momento na categoria de cima, perdendo as últimas três lutas. Já Marquadt vem de derrota após retornar ao UFC vindo do Strikeforce. Duelo de bons trocadores e, mesmo com um combate de cinco rounds, não deve terminar nas mãos dos juízes. Charles do Bronx encara Hatsu Hioki e persegue mais uma vez a chance de entrar no top 15 dos penas. No card preliminar, Rodrigo Monstro estreia na organização contra o perigoso wrestler Neil Magny, pelos meio-médios.

James Te-Huna  e Nate Marquadt fazem duelo principal em Auckland, na Nova Zelândia (Foto: Divulgação)

James Te-Huna e Nate Marquadt fazem duelo principal em Auckland, na Nova Zelândia (Foto: Divulgação)

No UFC de San Antonio, bons combates e muitos brasileiros no card. Na luta principal, Cub Swanson e Jeremy Stephens farão um combate de muitas trocações e são atletas que vão para cima o tempo todo. Provavelmente será a luta da noite. Na co-luta principal, Kelvin Gastelum, campeão do TUF 17, mede forças com o sueco Nicholas Musoke, pelos meio-médios, num combate explosivo e equilibrado.

Cub Swanson e Jeremy Stephens medem forças na luta principal em San Antonio (Foto: Divulgação)

Cub Swanson e Jeremy Stephens medem forças na luta principal em San Antonio (Foto: Divulgação)

Entre os brasileiros, Cezar Mutante precisa se recuperar no evento ao enfrentar o americano Andrew Craig, pelos médios. Hacran Dias volta ao evento após um longo tempo parado por conta de lesões e encara o ex-desafiante do cinturão dos penas, Ricardo Lamas. Já Antônio Braga Neto pretende utilizar seu excelente jiu-jitsu contra o striker americano Clint Hester, pelos médios. No card preliminar, Carlos Diego estreia no UFC contra o campeão do TUF 16 Colton Smith, pelos leves, e Marcelo Guimarães mede forças com Andy Enz, pelos médios.

Confira os cards do eventos:

UFC Fight Night 43, em Auckland, Nova Zelândia

CARD PRINCIPAL

James Te Huna x Nate Marquardt
Hatsu Hioki x Charles do Bronx
Soa Palelei x Jared Rosholt
Robert Whittaker x Mike Rhodes

CARD PRELIMINAR

Dashon Johnson x Jake Matthews
Richie Vaculik x Roldan Sangcha-an
Vik Grujic x Chris Indich
Rodrigo Monstro x Neil Magny
Sean O’Connell x Gian Villante
Ian Entwistle x Daniel Hooker

UFC Fight Night 44, em San Antonio, Texas

CARD PRINCIPAL

Cub Swanson x Jeremy Stephens
Kelvin Gastelum x Nicholas Musoke
Andrew Craig x Cezar Mutante
Ricardo Lamas x Hacran Dias
Clint Hester x Antônio Braga Neto

CARD PRELIMINAR

Joe Ellenberger x James Moontsari
Cody Gibson x Johnny Bedford
Carlos Diego x Colton Smith
Ray Borg x Shane Howell
Anthony Hamilton x Oleksiy Oliynyk
Andy Enz x Marcelo Guimarães

POSTADO POR: Cadu Bruno às 11:59
20 jun

Escalado para o UFC 176, Ronaldo Jacaré comemora retorno contra Gegard Mousasi

Uma das sensações dos pesos médios (84kg) do UFC na atualidade, Ronaldo Jacaré retorna ao evento contra Gegard Mousasi, em combate válido pelo UFC 176, marcado para o próximo dia 2 de agosto, em Los Angeles (EUA). O capixaba, que estreou na maior organização de MMA do planeta em maio de 2013, busca sua quarta vitória consecutiva no torneio e sonha com a oportunidade de disputar o cinturão de sua divisão. Com um cartel de 20 vitórias e apenas três derrotas, Jacaré, que foi campeão do Dream e do Strikeforce, é um dos lutadores mais temidos no MMA mundial.

Sem atuar desde fevereiro, quando derrotou por decisão unânime o francês Francis Carmont pelo UFC Fight Night 36, Jacaré comemorou o fato de voltar à ativa contra um lutador de primeiro escalão da divisão. Apesar de ter levado a pior no primeiro confronto entre os dois pelo Dream 6, disputado em 2008, o brasileiro não pensa em revanche e quer a vitória para consolidar entre os melhores da sua categoria.

Ronaldo Jacaré encara Gegard Mousasi pela segunda vez na carreira no UFC 176, em agosto (Foto: Divulgação)

Ronaldo Jacaré encara Gegard Mousasi pela segunda vez na carreira no UFC 176, em agosto (Foto: Divulgação)

“Eu estava esperando retornar contra um adversário de alto nível e foi o que aconteceu. Agradeço ao UFC pela oportunidade de enfrentar o (Gegard) Mousasi e vou fazer o meu melhor. Sei que ele é um grande campeão, um atleta muito duro, mas vou estar pronto para fazer o meu jogo. Não tenho frustrações na minha vida, eu acabei perdendo nossa primeira luta, mas meu foco agora é totalmente em uma vitória”, disse.

Recuperado da lesão no braço esquerdo que o tirou de ação por alguns meses, o atleta, patrocinado pela Koral Fight Co., reforçou a importância do bom trabalho de recuperação para um retorno vitorioso ao UFC. Além disso, salientou a importância dos companheiros de equipe e treinadores em todo o processo de recondicionamento físico.

Ronaldo Jacaré segue invicto desde que entrou para o UFC (Foto: Divulgação)

Ronaldo Jacaré segue invicto desde que entrou para o UFC (Foto: Divulgação)

“Estou completamente recuperado (da lesão). Minha expectativa era de retornar em agosto mesmo. Fiz um ótimo trabalho de recuperação e estou treinando firme com a minha equipe (XGym). Venho recebendo a ajuda do Josuel Distak, meu treinador de MMA, e do Rogério Camões, preparador físico, em todos os trabalhos visando a próxima luta.. Quero muito me apresentar bem e estou esperando uma grande luta”.

Pentacampeão mundial de jiu-jitsu, Ronaldo Jacaré, que é um dos maiores nomes da luta de chão no MMA internacional, vem contando com o luxuoso auxílio de Pedro Rizzo, ex-lutador do UFC, para afiar suas técnicas na parte em pé. Segundo o peso médio, a evolução está sendo nítida e será mais uma arma para engatar sua sétima vitória seguida no MMA.

“O Pedro Rizzo vem me dando excelentes dicas e os nossos treinamentos têm sido ótimos. Ele tem a vivência dentro dos ringues, então sabe como passar as instruções e te deixar confiante para fazer o que vem sendo treinado. Tenho evoluído bastante na parte em pé, mas meu chão também está afiado e espero usá-lo bastante para sair vencedor de mais esse combate”, concluiu.

POSTADO POR: Cadu Bruno às 5:13