twitterfeed
PUBLICADO EM 01.01.2016 - 15:11

Os pedidos para 2016

Sheilla sonha com o terceiro ouro olímpico. Foto Divulgação Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

Sheilla sonha com o terceiro ouro olímpico. Foto Divulgação Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

Em 2016, os astros e estrelas do vôlei se voltam para a Olimpíada em casa. Há quem brigue para se manter no topo, como a bicampeã olímpica Sheilla; quem aposte numa nova função, como a comentarista Fabi; e quem sonhe com a primeira medalha olímpica da carreira, como Bruno Schmidt. Assim, em clima de Ano-Novo, os craques das quadras e das areias fazem seus pedidos para 2016. “Muita saúde para brigar pelo terceiro ouro olímpico”, pede Sheilla, campeã em Pequim-2008 e Londres-2012. Também presente na última Olimpíada, quando marcou o ponto do bicampeonato, Fernanda Garay tem o mesmo sonho: “Meu maior desejo para 2016 é ter a bênção de ser novamente campeã olímpica e dar muito orgulho ao povo brasileiro.” Saúde é o desejo de Alison e Bruno, já classificados para a Rio-2016. Estreante nos Jogos, Bruno também promete ser ainda mais persistente em 2016. Já Fabi, que não defende mais a Seleção, fica só na torcida. “Um ano dourado para o esporte brasileiro e muita saúde para mim e toda a minha família”, pede a líbero do Rexona-Ades.

Fabi, que estará na Olimpíada como comentarista, deseja um ano dourado para o esporte brasileiro. Foto Divulgação Marcio Rodrigues/MPIX

Fabi deseja um ano dourado para o esporte brasileiro. Foto Divulgação Marcio Rodrigues/MPIX

Publicidade