twitterfeed
PUBLICADO EM 17.03.2017 - 15:29

Favoritismo em jogo

Bernardinho lembra que o último confronto com o Pinheiros foi duro. Foto Maíra Coelho/ O DIA

Bernardinho lembra que o último confronto com o Pinheiros foi duro. Foto Maíra Coelho/ O DIA

Na fase de classificação da Superliga feminina de vôlei, o Rexona-Sesc foi líder, com apenas uma derrota e 10 pontos de vantagem sobre o Vôlei Nestlé, segundo colocado (61 a 51). Agora, chegou a hora de o time de melhor campanha na competição entrar em ação nos playoffs, em busca do seu 12º título nacional. Hoje, às 21h30, em São Paulo, a equipe de Bernardinho enfrenta o Pinheiros, oitavo colocado, no primeiro jogo da série melhor de três. A segunda partida será na segunda-feira, no Rio, e, se houver necessidade, o terceiro jogo será no dia 24, também em casa.

“A gente conseguiu, apesar dos altos e baixos, ficar muitos pontos na frente, o que não era previsível ou esperado antes da competição. Mas começa do zero a zero. Agora é hora de as atuações melhorarem. Tudo que a gente fez até agora não importa mais nada. Tem uma pequena vantagem do fator campo e vamos tentar usufruir disso e passar de fase”, analisa o técnico Bernardinho. Ele lembra que o Rexona teve dificuldades para vencer o Pinheiros no confronto do returno, por 3 sets a 2, no Rio. “Fizemos um jogo muito duro. Vamos concentrar nesse primeiro objetivo”, completa.

O líder da Superliga masculina também estará em ação hoje pelas quartas de final. O Sada Cruzeiro recebe o 0 Lebes-Gedore-Canoas, oitavo colocado, às 19h, em Contagem (MG), no primeiro jogo da série melhor de cinco.

Publicidade