twitterfeed
PUBLICADO EM 14.04.2017 - 15:50

Hora da lucidez e do coração

Bernardinho orienta as jogadoras do Rexona durante duelo da Superliga: “A semifinal virou partida única”.  Washington Alves/Inovafoto/CBV

Bernardinho orienta as jogadoras do Rexona durante duelo da Superliga: “A semifinal virou partida única”. Washington Alves/Inovafoto/CBV

Pressionado após duas derrotas seguidas em casa, o Rexona-Sesc conseguiu reagir na série melhor de cinco das semifinais da Superliga feminina de vôlei e forçou a realização da quinta partida contra a Camponesa-Minas. Nesta sexta-feira, às 20h, na Arena da Barra, as duas equipes medem forças no duelo decisivo para saber quem vai encarar o Vôlei Nestlé na decisão do dia 23, também no Rio. Para a líbero Fabi, é hora de colocar o coração em quadra, mas também de ter tranquilidade nos momentos difíceis para levar a melhor.

“É difícil saber o que pode fazer a diferença no quinto jogo. É tentar ter lucidez nos momentos difíceis porque é um jogo que certamente vai ser definido nos detalhes, os times se conhecem. Tem também um pouquinho do coração. É um jogo que decide uma vaga para a decisão da Superliga. Todo mundo vai querer fazer o seu melhor ou algo a mais”, diz Fabi.

Antes dos playoffs, o Rexona havia perdido apenas uma vez na Superliga, para o Vôlei Nestlé, ainda no primeiro turno. Nas semifinais, foram duas derrotas seguidas em casa, para o Minas. “A Superliga é uma competição muito longa. A gente conseguiu se manter na frente, com uma vantagem.

O fato de perder ou ganhar foi por detalhes. A gente jogou as três últimas rodadas com jogos difíceis contra Minas, Praia e Osasco, que a gente poderia ter também perdido, mas conseguiu vencer no fim. Os playoffs são uma competição à parte, uma série mata-mata. Quem chega aos playoffs tem que ter condição de brigar pelo título. Não é à toa que a gente está disputando uma série complicada com o Minas, que é um adversário de muita qualidade”, alerta.

Fabi destaca que numa série longa e equilibrada como essa, os times passam a se estudar muito: “Sabemos que cada vez mais elas vão saber o que a gente está fazendo e a gente vai saber delas. Talvez por isso esse equilíbrio todo, além da qualidade dos times.”

Publicidade