twitterfeed
PUBLICADO EM 24.02.2017 - 9:02

carnaval2

Seja nos blocos de rua, nos desfiles de escola de samba ou mesmo nos bailes em lugares fechados como clubes e casas noturnas. Para cada evento neste Carnaval, existem alguns cuidados específicos e também os que devem ser tomados em qualquer ocasião. “É importante entender o limite do corpo de cada um, o que inclui preparo físico e noções de suscetibilidade do organismo’, diretor médico e cardiologista do Hospital Santa Paula,  Otávio Gebara. Segundo ele, dormir bem, fazer uma alimentação balanceada e se hidratar são cuidados fundamentais para aguentar todos os dias de folia

Desidratação, intoxicação alimentar, ardência na pele e até infecção urinária são comuns durante o Carnaval. Segundo a nutricionista Andrea Santa Rosa Garcia, o carnaval é tempo de prestar atenção na alimentação, tomar precauções para que a diversão comece, evolua e termine bem, minimizando a possibilidade de problemas. “A água deve ser indispensável nesse período, principalmente se o dia estiver ensolarado, para não correr risco de desidratação”, ressalta. “Nos dias dos desfiles ou blocos, o ideal é que a pessoa esteja sempre com uma garrafinha do lado se hidratando”, indica a nutricionista.

Com a rotina alterada por causa da folia, por exemplo, é comum o aumento do consumo de alimentos com corantes, gordura e açúcar, principalmente em lanchinhos e guloseimas na praia, no clube etc. Segundo a nutricionista funcional Flávia Cyfer, é nessa hora que pode acontecer a intoxicação do organismo, comprometendo o metabolismo. “O importante é não deixar de priorizar a ingestão de líquidos e o consumo de alimentos leves e crus de preferência”, explica.

Para quem ficou o dia inteiro pulando de um bloco para outro e está sofrendo com ardência, devido ao calor intenso, segundo Julio Nogueira, especialista em Medicina Estética do W Spa, a dica é tomar um banho frio, porém com um sabonete ideal para acalmar a pele após longos períodos exposta ao sol. Dê preferência aos sabonetes com formulação hidratante, pois além de limpar, os cosméticos ainda são capazes de refrescar o corpo. Eles vão ajudar a tonificar e revigorar a derme queimada, deixando-a saudável e revigorada. O mais importante é passá-lo em movimentos circulares e suaves para não descamar a pele já prejudicada pelo sol. Como solução caseira para quem abusou do sol, indico o chafé de camomila, que é um chá de camomila bem concentrado que deve ser aplicado gelado sobre a pele para acalmar e hidratar,melhorando bastante a ardência e vermelhidão.

Veja uma lista de cuidados especiais para não “atravessar na Avenida” no quesito saúde:

Para qualquer evento:

- Evite a ingestão de alimentos pesados, que dificultem a digestão. Dê preferência para as frutas e verduras;

- Hidrate-se de duas em duas horas: o recomendado é ingerir no mínimo dois litros de água por dia (exceto pacientes com restrições médicas);

- Beba moderadamente: o consumo excessivo de álcool ou a mistura de destilados com fermentados pode acabar com a festa e causar ressaca no dia seguinte;

- Em casos extremos, é possível desenvolver pancreatite em apenas um dia de muito excesso por causar um edema que impede a drenagem do pâncreas;

- Sempre tenha em mãos barrinhas de cereais para garantir a alimentação de duas em duas horas;

- Cuidado com o calor excessivo: em dias muito quentes a tendência é a pressão arterial cair, o que pode ocasionar enjoo, tontura e desmaios. Para evitar a queda de pressão é preciso manter o corpo hidratado, alimentar-se adequadamente, vestir roupas leves e evitar ambientes pouco ventilados;

- Beijo na boca: normalmente trocamos em torno de 250 bactérias e alguns vírus quando beijamos alguém. Portanto, é preciso ter cautela para prevenir doenças como a mononucleose, conhecida como “doença do beijo”. Trata-se de uma doença viral com sintomas parecidos com os da gripe: febre alta, dor ao engolir, tosse, cansaço, falta de apetite, dor de cabeça, entre outros;

- Doenças sexualmente transmissíveis: todo ano o Ministério da Saúde faz uma campanha sobre a importância do uso da camisinha neste período. A camisinha é item fundamental do folião consciente.

Na Avenida

- Salto alto: ficar em pé por muitas horas sambando de salto alto pode ocasionar dor nas pernas e na planta dos pés, câimbras, inchaço nos pés, joanete, calos, problemas nas unhas, entre outros. Para evitar esses problemas, procure usar um salto com a base e o bico mais largo, assim os dedos não ficam apertados. Já para o dia seguinte, o médico aconselha ficar com as pernas esticadas;

- Algumas fantasias dificultam a ida ao banheiro. Como muitos foliões ficam horas preparados para entrar na avenida, a dica é ir ao banheiro antes de se vestir. Evite reter urina por longos períodos, porque, além do desconforto, favorecem as infecções urinárias e formações de cálculos;

- Durma bem: no dia seguinte procure dormir pelo menos oito horas para reequilibrar o organismo.

Nos blocos de rua

- Proteja sua pele: o excesso de exposição ao sol é a principal causa do câncer de pele, o mais comum no país. Por este motivo, o protetor solar deve fazer parte da rotina do folião, retocando a cada duas horas, assim como o uso de chapéus e camisetas.

- Utilize calçados confortáveis: o ideal é usar tênis para proteger os pés e ter mais flexibilidade nos movimentos. Esse tipo de calçado amortece o impacto e é mais confortável, afinal, você ficará em pé a maior parte do tempo;

- Para evitar insolação, hidrate-se pelo menos de duas em duas horas, use filtro solar e prefira as roupas com tecidos leves (evite tecidos do tipo sintético) e use chapéus ou bonés para uma maior sensação de conforto;

- Álcool gel: como não é possível lavar as mãos em banheiros químicos, a chance de contaminação aumenta. Os contágios mais frequentes são de E.coli – que faz parte da flora natural do corpo, porém, quando há um desequilíbrio, causa náusea, vômito e diarreia; e o vírus VHA, da Hepatite A. Para se prevenir, tenha um álcool gel para higienização das mãos sempre que for ao banheiro.

Fonte:  Cardiologista do Hospital Santa Paula,  Otávio Gebara 

 

PUBLICADO EM 23.02.2017 - 9:04

fosfoetanolamina-300x200

A polêmica com a chamada “pílula do câncer” voltou à tona esta semana. Reportagem do ‘Fantástico’ anunciou que pesquisadores que participaram dos estudos sobre a fosfoetanolamina como medicamento para combater o câncer agora querem vendê-la como suplemento alimentar. A notícia caiu como uma bomba no meio médico e científico.

“Há uma brecha na legislação que permite substâncias sem grandes toxicidades conhecidas a se postarem no mercado sem nenhum objetivo exceto o de faturamento. A pílula do câncer não tem nenhum efeito conhecido contra o câncer. Todos os testes feitos até o momento deram negativos”, explica o oncologista clínico Álvaro Machado, diretor da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) e do Centro de Tratamento do Câncer (CTCAN).

Segundo ele, se a fosfoetanolamina não tem indicação como medicamento e não tem ação identificada que possa trazer qualquer benefício de saúde, não há por que ser consumida como suplemento alimentar. “Não há nenhum motivo para uma substância que não é comprovadamente benéfica para o organismo ser consumida com qualquer outro interesse”, ressalta.

Sem comprovação

O especialista ainda explica que, nos primeiros estudos em humanos, a fosfoetanolamina se mostrou sem toxicidade grave aguda, ou seja, sem efeitos colaterais graves que possam aparecer após o consumo.”Isso não exclui a possibilidade de efeitos colaterais tardios e crônicos pelo uso continuado. A ingestão crônica dessas substâncias só poderá revelar efeitos não desejados após vários anos de observação”, ressalva.

Machado destaca que o mais importante é alertar a população de que é absolutamente inverídica qualquer menção de benefício para a saúde. “Hoje estamos em campanha de esclarecimento reforçando que a fosfoetanolamina não é medicamento, não tem papel de manutenção ou de promoção da saúde e qualquer menção, mesmo que subjetiva, de que ela possa fortalecer a imunidade ou proteger o organismo contra células defeituosas é pura abstração e mentira do ponto de vista científico”.

Propaganda foi proibida

A fosfoetanolamina, que não tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), era distribuída irregularmente pelo químico Gilberto Chierice no Instituto de Química de São Carlos (IQSC-USP) como tratamento de câncer. Agora o biólogo Marcos Vinícius de Almeida e o médico Renato Meneguelo anunciaram o lançamento da substância como suplemento alimentar. Os pesquisadores, responsáveis pelo suplemento da Quality Medical Line, faziam parte do grupo de Chierice, mas romperam com o químico e agora anunciam sua comercialização em forma de suplemento.

Mas a Anvisa está de olho na questão e determinou na terça-feira (21) a suspensão das propagandas de duas marcas de suplementos alimentares que contêm fosfoetanolamina. A publicidade dos produtos das marcas Quality Medical Line (do Laboratório Frederico Diaz) e New Life sugerem propriedades terapêuticas, o que é proibido pela legislação sanitária brasileira.

Segundo Machado, a propaganda afirmando que ela reforçaria a imunidade e teria um papel na eliminação de células com problemas é especulação, com nenhuma base científica. “É uma situação muito ruim, traz mais confusão para pacientes e familiares que estejam enfrentando o câncer”, ressalta.

O que são suplementos alimentares?

A suplementação alimentar é recomendada por médicos e nutricionistas para suprir alguma deficiência. Segundo Machado, existem suplementos que são preparados especificamente para contornar alguma situação momentânea ou crônica com relação à deficiência alimentar. Entretanto, existem vários compostos no mercado sem nenhuma contribuição para a saúde.

“Suplementos alimentares são uma gama de substâncias muito grande. A própria cartilagem de tubarão já foi vendida como suplemento alimentar, sem nenhum benefício reconhecido. Não tem papel terapêutico definido e não é um medicamento”, esclarece.

Meios de prevenção

O oncologista ressalta que números cânceres são relacionados com o sedentarismo e a obesidade. Ações simples são eficazes na prevenção contra o câncer e promoção da saúde física e mental. De acordo com o oncologista, alguns hábitos aumentam a imunidade e protegem contra o câncer e várias outras doenças. “A atividade física e uma alimentação saudável nos dão um organismo saudável, onde os nossos mecanismos de controle interno vão ser muito mais eficazes em eliminar células eventualmente defeituosas e vamos ter menos chances de ter câncer e outras doenças”, recomenda Machado.

 

PUBLICADO EM 22.02.2017 - 9:31

Beber bastante líquido, fazer refeições leves, evitar o excesso de bebidas alcoólicas… Essas são algumas dicas para aproveitar não apenas o verão, como o Carnaval. Ouvimos as nutricionistas Gabriella Alves, da Corpometria, e Patrícia Cruz, sobre dicas de alimentos e cuidados para antes e depois de curtir as festas. Confira:

“Para aproveitar as comemorações sem arrependimentos invista em aliar uma boa alimentação a boas horas de sono e não exagere no excesso de bebidas alcoólicas. Entre um copo e outro procure tomar muita água”, aconselha Patrícia. A recomendação aceitável indicada pela Organização Mundial da Saúde, é de 30g de álcool por dia, equivalente a três copos de chope ou uma dose de whisky por dia.

Nesse período evite produtos ricos em gorduras e redobre sua atenção ao ingerir alguns alimentos. O consumo de gordura em excesso causa azia, má digestão, diarreia, entre outros sintomas. “Não há como listar alimentos permitidos e proibidos em nenhuma época do ano. Priorize fazer refeições completas para ficar satisfeito e esqueça os petiscos que causam uma sensação de saciedade só por um momento”, recomenda Patrícia.

  • Para fortalecer o sistema imunológico beba sucos de cenoura, laranja, limão, acerola, melão e tangerina;
  • A Glutamina é um aliado para fortalecer seu corpo. Este aminoácido pode ser encontrado em alimentos como carnes, vegetais, iogurte e ovos;
  • Mantenha o corpo hidratado! Consuma bastante água para evitar desidratação;
  • Caso ocorra ingestão de bebidas alcoólicas, consuma alimentos protetores do fígado como alho, azeite de oliva, açafrão, chá de boldo e folhas verde escuras;
  • As castanhas podem ser levadas no bolso para a folia. Elas são ricas em lipídios e fornecem muita energia, além de saciedade;
  • Após as festas, o isotônico pode ajudar a repor os sais minerais e água perdidos durante as festas;
  • Depois de gastar energia, alimentos fontes de proteína são fundamentais para recuperação do corpo. Ovo, Frango, Carne Bovina ou Peixe, por exemplo, são indicados nesta fase.
  • Não se esqueça de colocar o sono em dia. A agitação pode causar estresse orgânico e neste caso os alimentos antioxidantes são uma excelente pedida. Eles incluem alimentos ricos em vitamina C, como laranja, limão, acerola e tangerina; ou frutas vermelhas amora, morango, mirtilo, framboesa.

Cinco dicas para escolhas saudáveis

1 – Hidratação: beba muita água nesse período, escolha opções variadas como água de coco, isotônico ou suco de frutas;

2 – Alerta: ao ingerir bebidas alcoólicas, lembre-se de se alimentar!

3 – Energia: ingira alimentos que atribuam energia ao seu organismo, como, por exemplo: arroz, pães ou batatas;

4 – Refeições: não deixe de fazer as três refeições principais, ou seja, o café da manhã, almoço e jantar;

5 – Blocos: se você for aproveitar para pular o carnaval, leve sempre um lanche extra, como barra de cereais ou frutas secas.

O que não fazer nesse carnaval?

1 – Excesso de gordura: evite alimentos ricos em gordura, que exigem mais da digestão, como: frituras ou feijoada;

2 – Jejum: não fique longos períodos sem ingerir alimentos;

3 – Bebida alcoólica: além de ser muito calórica, auxilia na desidratação. Lembre-se: nunca beba sem comer;

4 – Alta temperatura: “prefira não consumir alimentos que estão expostos em temperatura ambiente há muito tempo”, alerta a nutricionista;

5 – Praia: evite consumir molhos à base de maionese.

PUBLICADO EM 21.02.2017 - 12:35

vibrolipo

O verão, período em que o corpo está mais à mostra, sempre vem cheio de novidades no campo da medicina estética. E nesta estação, um novo tratamento que promete acabar com a gordura abdominal, com riscos menores que a tradicional plástica nesta região, tem levado muitas mulheres para a mesa de cirurgia. É a Vibrolipoaspiração, que vem sendo muito procurada por ser menos invasiva que a tradicional lipo.

“A técnica, inclusive, pode ser aplicada em todas as partes do corpo. O aparelho é utilizado em movimentos vibratórios com a cânula em movimentos mais delicados impedindo movimentos mais bruscos e agressivos”, explica o cirurgião plástico Fernando Bianco, que viu aumentar em seu consultório a procura por esse procedimento, na maioria, por mulheres interessadas em colocar o corpo em forma sem grande sofrimento.

Ele esclarece as principais dúvidas sobre a nova técnica para os leitores do Blog Vida & Ação. Confira:

- Como é feita a vibrolipoaspiração?

A vibrolipoaspiração é uma variação da lipoaspiração e tem como diferencial a utilização de cânulas bem finas e do mecanismo vibratório para gordura.

- Quais os riscos deste procedimento?

Como qualquer tratamento estético é muito importante a escolha de um profissional e local de sua confiança. É primordial que você passe por avaliação completa do estado de saúde e revele ao cirurgião se usa qualquer medicamento, seja sintético ou natural.

vibrolipo

Imagem ilustrativa

- Há contra-indicações?

A vibrolipo é indicada para pessoas que “não estão” muito acima do peso, apenas sofrem com pontos de gordura localizada, seja nos glúteos, nas coxas, no quadril ou qualquer outra parte do corpo. Tanto homens quanto mulheres podem se submeter à operação depois de uma avaliação prévia do médico.

- Em que situações este método é melhor que o tradicional? Por quê?

A vibrolipoaspiração permite que a recuperação do paciente seja mais rápida e a cirurgia seja menos invasiva que a lipoaspiração, pois o médico não precisa usar da força para introduzir as cânulas, mas sim direcioná-las de forma que provoca menos trauma nos tecidos. Por atingir um número menor de vasos sanguíneos, a vibrolipoaspiração produz menos sequelas que a lipoaspiração convencional, como marcas roxas e a perda de sangue durante a cirurgia.

- Há outras vantagens, comparando com a lipoaspiração?

O tempo cirúrgico diminui em média de 35%;  a dor da recuperação diminui 45%; o  número de edemas e inchaços diminui 50%;  aumenta a quantidade de gordura expirada em 80%, sem contar que pós -  operatório é menos dolorido.

- Que cuidados devem ser tomados em paralelo? Alimentação? Exercícios físicos? Hidratação?

Como qualquer cirurgia plástica, alimentação é fundamental para um resultado de sucesso. Respeitar o prazo de repouso faz total diferença. Assim, caminhada junto às atividades físicas, devem ser praticadas quando são liberadas no seu tempo ideal. Vida saudável é para o resto da vida.

- Quanto custa o procedimento? 

Por ser uma técnica de beleza extremamente eficaz, o preço da vibrolipo não é tão acessível. A média de preço varia de 3 mil a 7 mil reais. Quanto maior e complexa for a área tratada, o valor aumenta. Portanto, pesquise bastante e desconfie de lugares que cobrem muito barato.

- A técnica está disponível em clínicas de estética? 

É uma cirurgia plástica, onde a paciente tem que fazer o procedimento em um hospital.

 

PUBLICADO EM 21.02.2017 - 9:34

cartaz_fst_sbot

Nem tudo é festa e alegria no Carnaval. Este período registra geralmente um aumento de 15% nas cirurgias de urgência e emergência nos hospitais públicos do Rio de Janeiro, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES). A grande maioria tem origem nas vias em acidentes que envolvem pessoas embriagadas ou que falam ou digitam ao celular no trânsito, tanto motoristas quanto pedestres.

Já o número de acidentes nessa época aumenta 30%, segundo a Polícia Rodoviária Federal. A ingestão de álcool ao volante responsável por 65% dos acidentes de acordo com o Denatran. Em 2015, 9.404 internações registradas em hospitais da rede pública de saúde fluminense tiveram relação com incidentes no trânsito e 2.273 mortes foram causadas por esse tipo de ocorrência no estado, de acordo com dados produzidos a partir do cruzamento de informações do Sistema de Informação sobre Mortalidade, alimentado pelos municípios, e de dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).

De acordo com a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT-RJ),  o Carnaval é a época de maior ocorrência de acidentes graves no trânsito que resultam em óbito ou lesões permanentes de alta complexidade. Para conscientizar a população sobre a importância da prevenção de acidentes durante esse período, a Sociedade lança a sétima edição da campanha “Folia sem trauma. Não faça deste o seu último Carnaval”.

A campanha começou em 2011 para conscientizar a população sobre a importância da prevenção de acidentes no período do Carnaval e potencializa a importância do trânsito seguro em todos os quesitos, e foca não só a responsabilidade do motorista, mas também do pedestre e do motociclista.

“Há anos desenvolvemos estudos que confirmam a letalidade dos acidentes de trânsito que envolvem bebida alcoólica, e de três anos para cá temos nos deparado com essa nova realidade que é a utilização do celular, sobretudo para envio e leitura de mensagens pelos motoristas. As lesões, quando não são fatais, são cada vez mais graves”, observa o presidente da SBOT-RJ, José Paulo Gabbi, salientando o impacto negativo causado pelo aumento de atendimentos nos hospitais públicos. “Há escassez de insumos em épocas regulares e o aumento da demanda no Carnaval agrava ainda mais esse cenário”.

Em 2016, os acidentes nas rodovias federais do Rio de Janeiro diminuíram mais de 50% em relação ao ano de 2015. No entanto, os casos de mortes nas estradas tiveram um aumento de 11%, o que tem relação com a gravidade dos acidentes: “Ocorrem menos colisões, porém mais impactantes e letais”, diz Gabbi. A SBOT-RJ destaca também o impacto de um acidente de trânsito: um carro que colide a 60km/h projeta cada passageiro com um peso equivalente a 3 toneladas. O suficiente para a ocorrência de lesões fatais causadas pelos corpos dentro do próprio veículo.

“A iniciativa da SBOT é fundamental, por isso, fizemos questão de apoiar. Como ortopedista, acompanhei muitos casos de pacientes vítimas de acidentes de trânsito, especialmente motociclistas. O Carnaval é uma época de festa, quando as pessoas estão mais suscetíveis à ingestão de bebida alcoólica, mas é importante que não esqueçamos dos riscos. É possível aproveitar os dias de folia com responsabilidade sem causar danos a si próprio e aos outros”, reforça o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr.

Os pedestres são a maioria entre as vítimas fatais. Em 2015, cerca de 730 transeuntes tiveram a morte comprovadamente relacionada a acidentes de trânsito no estado, segundo levantamento da SES. Já nas estatísticas de internações, os motociclistas lideram no mesmo período: 4.720 pacientes internados em unidades da rede pública de saúde do Rio de Janeiro conduziam ou eram passageiros de motocicletas quando se acidentaram. Neste mesmo ano, o estado ocupou a 26ª posição no país no ranking de mortes por acidentes de motocicleta.

 

Os acidentes de trânsito aumentam entre 20% e 30% no período do Carnaval, por isso fique atento a estas dicas da SBOT. Elas podem evitar sequelas graves e, em muitos casos, até mesmo salvar sua vida

1 – Respeite as normas do Código de Trânsito.

2 – Fique sempre atento: 92% dos acidentes de trânsito ocorrem por desatenção.

3 – Antes de viajar, reveja os itens de segurança do automóvel, como freios, pneus, suspensão, extintor de incêndio, etc.

4 – Utilize sempre os equipamentos de proteção (Cinto de Segurança, capacete, etc.).

5 – Transporte as crianças adequadamente, sempre no banco de trás, e com cinto de segurança. Caso tenha até sete anos, utilize a cadeirinha.

6 – Não ultrapasse os limites de velocidade.

7 – Se for dirigir, não beba. O álcool é responsável por 65% dos acidentes nas estradas.

8 – Respeite os pedestres e demais motoristas

Verdade – Café forte é um estimulante, mas apesar disso não altera em nada o estado de embriaguez.

Mito – Banho frio desperta e reduz os efeitos do álcool uma vez que provoca uma sensação de bem estar.

Verdade – Segundo DENATRAN, a combinação de bebida e direção costuma ser mais frequente durante o Carnaval, sendo que a ingestão de álcool é responsável por 65% dos acidentes.

Mito – Alguns medicamentos diminuem e alguns até podem eliminar efeito do álcool.

Verdade – Dirigir e falar ao celular pode aumentar em até 4 vezes o risco de acidente. Esta prática pode ser mais perigosa do que dirigir embriagado. Mas muito pior é dirigir e digitar, nesse caso o risco de acidente aumenta 23 vezes.

Fonte:  SBOT-RJ

PUBLICADO EM 21.02.2017 - 7:56

doacao_de_sangue

Dá para rimar folia com responsabilidade. Carnaval também é época para se incentivar gestos nobres, como a doação de sangue. Em vários pontos do Rio de Janeiro, acontecem ações de incentivo à doação de sangue ou mesmo de prevenção contra doenças como dengue, zika e chicungunha. Confira o desfile de boas ações que o Blog Vida & Ação preparou para você. E aí, vai ficar aí parado?

Vem Doar Pra Mim - Nesta terça-feira, dia 21, o Instituto Masan e o Hemorio irão promover o desfile do bloco “Vem Doar Pra Mim”, com objetivo de convocar os foliões para doarem sangue. A concentração está marcada para 9h, na Praça da Candelária. A partir das 10h, os foliões seguem em direção ao Hemorio, localizado na Rua Frei Caneca, onde os participantes poderão fazer a doação. A festa vai ser animada pelos jovens ritmistas da escola de samba mirim “Mangueira do Amanhã” e também pelas passistas da agremiação.

Banco de Sangue Serum – Localizado no Centro do Rio,  o banco de sangue Serum, que atua há mais de 24 anos em todo o Estado do Rio de Janeiro, atendendo a 18 hospitais públicos e privados do Rio e Baixada Fluminense, precisa de, no mínimo, 70 doações por dia para atender à demanda de salvar vidas com segurança. Para doar basta comparecer no Hospital da Ordem Terceira do Carmo, 3º andar, na Rua do Riachuelo, n° 43, próximo aos Arcos da Lapa. O horário é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h e aos sábados das 8h às 12h.

Nos hospitais -  O Instituto Nacional de Cardiologia (INC), no Rio de Janeiro, está realizando a campanha de doação de sangue com o bloco e a bateria mirim Sacode Mangueira, projeto social da comunidade da Mangueira e apoiado pela escola de samba Estação Primeira de Mangueira. A campanha dura até o final do Carnaval e visa aumentar o estoque do Hemonúcleo do INC. O instituto realizou 28% a mais de cirurgias cardíacas em 2016, em comparação ao ano anterior, chegando a 1.116.  A média diária está atualmente em 15 doações, quando a capacidade do Hemonúcleo do INC é de 80.  Outra unidade do Ministério da Saúde no Rio, o Hospital Federal Cardoso Fontes, em Jacarepaguá, realiza campanha de doação de sangue para recuperar o estoque entre os dias 20 e 24 de fevereiro.

Nas farmácias - Até o dia 30 de março acontece em todo o país a tradicional campanha de incentivo à doação de sangue, promovida pelas marcas do Grupo DPSP – Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo. A companhia realiza esta ação anualmente e com isso já conseguiu estimular mais de 31 mil doações entre seus colaboradores. Para chamar atenção do público, todos os anos a campanha ganha uma nova comunicação. Nesta edição o conceito, que foi criado em parceria com a agência Talent Marcel, reforçou as relações humanas com o texto: “Não precisa ser parente para ter o mesmo sangue. Seja Doador”.

Trem da Prevenção - Na quarta-feira (22/02), a SuperVia recebe a 7ª edição do “Trem da Prevenção”, realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, que tem como objetivo alertar sobre cuidados com a saúde durante o Carnaval. Agentes comunitários e educadores irão embarcar em um trem na estação Olímpica de Engenho de Dentro e  seguir viagem até a Central do Brasil cantando paródias de marchinhas de Carnaval. As letras ressaltam a importância do combate à dengue, zika vírus e chikungunya, além da prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST’s), como a Aids. A ação também contará com estande montado na estação onde, das 9h às 13h, agentes de saúde distribuirão folhetos explicativos e preservativos e darão orientações aos passageiros sobre tabagismo, hipertensão e DST’s. Também participarão integrantes da Vigilância Sanitária, para dar dicas sobre alimentação saudável, e a equipe do Programa Academia Carioca, que ministrará sessões de alongamento.

 

Serviço:

Local para as doações de sangue no Instituto Nacional de Cardiologia:  Hemonúcleo, no térreo do prédio (Rua das Laranjeiras, 374, bairro Laranjeiras, no Rio de Janeiro)
Quando: De segunda a sexta-feira das 8h às 14h

Local para as doações de sangue no Hospital Federal Cardoso Fontes: Prédio da Unidade de Pacientes Externos (UPE) do hospital (Avenida Menezes Cortes, 3.245, bairro Jacarepaguá, no Rio de Janeiro)
Quando: De segunda a sexta-feira das 8h às 12h

Requisitos para doar sangue:

- Portar documento de identidade oficial com foto;
- Ter entre 16 e 69 anos (menores de idade necessitam de autorização de responsáveis);
- Pesar mais de 50 kg;
- Estar bem de saúde;
- Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação;
- Não praticar exercícios físicos e não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação;
- Evitar fumar 2 horas antes da doação;
- Não ter feito tatuagem ou piercing nos últimos 12 meses;
- Não pode doar quem teve dengue ou zika há menos de um mês ou fez algum procedimento cirúrgico nos últimos seis meses e quem doou sangue nos últimos 60 dias (homens) ou 90 dias (mulheres).
- Não é necessário estar em jejum.

PUBLICADO EM 20.02.2017 - 9:05

carnaval5

O Carnaval é um dos feriados mais aguardados pelos brasileiros. Porém, para aproveitar os dias de folia com saúde, é importante estar atento a alguns cuidados básicos como a alimentação, a pele, e as doenças sexualmente transmissíveis. “O abuso do álcool, falta de descanso, má alimentação e alta exposição ao sol podem trazer consequências severas à saúde como inflamação no fígado, desidratação, tonturas, vômitos, desmaios, dores de estômagos dentre outro problemas”, afirma Aier Adriano Costa, coordenador da equipe médica do Docway. Para evitar maiores problemas e aproveitar bem o feriadão ele listou dicas simples para o Carnaval que está oficialmente chegando. Confira!

1)   Use camisinha

O uso do preservativo é recomendado em todas as relações, é a forma mais eficaz de prevenção de inúmeras doenças como sífilis, herpes genital e a AIDS. Além do preservativo, mulheres devem ficar atentas ao uso da pílula do dia seguinte, segundo o médico, por possuir uma quantidade grande de hormônios, atrelada ao excesso de álcool pode trazer danos ao organismo e acabar com o feriado.

2)   Alimente-se bem

Outro cuidado importante para os dias de folia é com a alimentação, comer em um intervalo de 3 horas ajuda não só a manter a energia para ir atrás do trio, como a repor vitaminas e sais minerais que são eliminados com mais facilidade já que precisam ser usados para eliminar o álcool do organismo. Refeições leves são as ideais com frutas, sanduíches, snacks, eles ajudam a dar energia e manter o corpo preparado.

3)   Beba MUITA água.

Manter o corpo hidratado é fundamental, beba água, vitaminas, sucos naturais, isotônicos. Isso ajuda seu corpo e evita muitos problemas como insolação, mal estar, tonturas, desmaios e até a famosa ressaca, já que o corpo perde líquidos com a ingestão de bebidas. “Uma boa opção para esses dias é a água de coco, que hidrata e ajuda a repor os sais minerais que o organismo está precisando”.

4)   Use filtro solar

Sol em excesso causa inúmeros problemas como desidratação e queimaduras. Por isso, é bom evitar ficar exposto a ele nos horários de maior incidência, entre as 10h e às 16h. Proteja-se, use o protetor a cada 2h. Óculos de sol, bonés, chapéus, também são muito bem-vindos.

5)   Cuidado com as fantasias

Os dias são naturalmente mais quentes devido à época do ano, por isso, é bom tomar cuidado até na hora de se vestir. Use roupas leves e sapatos confortáveis, já que nessa época é comum que as pessoas passem grande parte do tempo em pé, evitando bolhas e o calor em excesso.

6)   Bebidas energéticas com cautela

Outra coisa muito comum nessa época do ano é o uso excessivo de bebidas energéticas, afinal, você quer aproveitar ao máximo todos os dias. Segundo o médico, essas bebidas apresentam um alto teor de cafeína o que pode causar insônia e atrapalhar o sono, prejudicando o descanso. “O uso de bebidas energéticas atreladas ao álcool podem causar arritmias e palpitações, por isso devem ser evitados”, explica.

7)   Carteirinha de vacinação em dia

Durante o carnaval é comum acontecer acidentes, como cortes com garrafas de vidro e objetos de metal, o segundo é fonte de bactérias e responsável pela transmissão do tétano. Além é claro, do grande número de pessoas nas ruas e eventos, o que pode facilitar a transmissão de doenças que podem ser evitadas se as vacinas estiverem em dia.

8)   Durma!

Apesar de querer aproveitar todos os dias de festa, é importante que existam horários de descanso, se não conseguir dormir pelo menos 7h às 8h por dia, evitando o cansaço excessivo e a irritação, tente fazer pequenas pausas durante o dia, ou tirar aquele cochilo após o almoço. Isso vai ajudar a aproveitar o carnaval da melhor maneira possível e sem descuidar da sua saúde e bem-estar.

Fonte: Docway

PUBLICADO EM 20.02.2017 - 8:32

cafeina-cafe-verde-dieta

No pódio das bebidas mais amadas e consumidas no país, o cafezinho está na lista dos alimentos funcionais que unem sabor e saúde na mesma receita. Especialistas garantem que seu poder termogênico é capaz de acelerar o metabolismo e potencializar a dieta. E seu efeito estimulante aumenta a disposição para malhar e ainda auxilia na queima de gorduras, por isso o nutriente tem se tornado cada vez mais popular para a perda de peso.

Se o tradicional café já pode ser considerado um grande aliado da saúde, imagine a versão verde, conhecida também como green coffee? O nome deve-se ao processo de fabricação do produto, que não passa pela torra, preservando assim suas propriedades naturais como a cafeína, os antioxidantes e o ácido clorogênico em maior concentração. Isso acontece, pois o café verde não passa pelo processo de torrefação que, apesar de reduzir o gosto amargo do grão, também diminui sua concentração de cafeína.

Este é o principal diferencial do café verde: a alta concentração de cafeína. De acordo com a nutricionista Sinara Menezes, a grande vantagem para aqueles que seguem uma dieta de redução de peso é o efeito estimulante do grão. “Devido suas propriedades o café verde é capaz de acelerar o metabolismo e aumentar o gasto calórico, favorecendo tanto a dieta, quanto a prática de exercícios”. E não para por aí: de acordo com a especialista da Nature Center “por ser feito a partir do grão in natura, boa parte dos nutrientes benéficos são mantidos numa taxa muito mais elevada”.

Para manter o pique e ainda perder peso no Carnaval

Maura Corá, nutricionista da Idealfarma, afirma que como o café verde não passa pelo processo de torrefação, suas propriedades naturais são preservadas promovendo inúmeros benefícios para o organismo. Segundo ela, o extrato de café verde, também conhecido como Greenxanthine,  é um potente termogênico natural que, além de fornecer muita energia para curtir as festas, ainda pode contribuir para a perda de uns quilinhos extras.

Outra importante substância na composição do extrato de café verde é o ácido clorogênico, que auxilia o intestino a absorver a glicose de forma mais lenta, levando o organismo a utilizar os estoques de gordura armazenados no corpo como forma de energia. Por isso, os quilinhos a menos.  Segundo ela, a cafeína presente em maior concentração do que nos cafés convencionais, será responsável por estimular seu sistema nervoso e não deixar a energia cair durante a folia.

Maura diz que para incluir o Greenxanthine na rotina é rápido e simples: basta ir a uma farmácia de manipulação. Mas o ideal é pedir orientação ao nutricionista. ”Lembre-se: além do suplemento, não se esqueça de ingerir bastante líquidos e comidas leves e frescas! Assim, não tem erro, você terá pique de sobra para aproveitar muito e todos os dias”, diz a nutricionista da empresa que se dedica à fabricação e distribuição de extratos nutracêuticos, fitoterápicos, cápsulas gelatinosas e suplementos.

Veja algumas informações importantes que você precisa saber sobre o café e suas propriedades funcionais:

Cafeína: vilã ou mocinha?

Boa parte dos brasileiros são amantes da bebida que já foi responsável por conduzir a economia do país, e não abrem mão daquela xícara de café quentinho logo pela manhã, mesmo nos dias quentes de verão. Ao contrário do que muitos pensavam, estudos apontam que seu consumo regular não está relacionado a doenças cardíacas, podendo até mesmo beneficiar a saúde.Há muitos anos uma substância vem sendo alvo de controvérsias que questionam seus efeitos em decorrência de sua propriedade mais marcante: a cafeína – componente químico encontrado nas sementes, frutos ou folhas de muitas plantas, e em alguns alimentos e bebidas que age no sistema nervoso central. Porém vários estudos estão desconstruindo os mitos sobre seus malefícios.

Um estudo da Universidade de São Francisco na Califórnia (USCF -EUA), publicado no Jornal da Associação Americana do Coração, desmistifica a fama de vilã que a cafeína adquiriu na crendice popular e afirma que não é possível associar seu consumo ao aumento do risco de doenças como AVCs (acidente vascular cerebral) e arritmias cardíacas. A pesquisa, que contou com 1.388 participantes, é a maior amostra sobre o impacto da cafeína ao sistema cardiovascular realizado até então e ressalta que ao contrário do que se imaginava, seu consumo regular não causa alterações nos batimentos cardíacos e ainda pode trazer benefícios a saúde do coração.

Principais fontes

A substância é encontrada naturalmente em diversos alimentos como o chá, o cacau e o guaraná e ainda pode ser adicionada artificialmente a outros produtos como refrigerantes, energéticos e, até mesmo, algumas medicações. No entanto a quantidade presente é bem menor do que a concentrada no café. Contudo, é difícil dizer ao certo qual a quantidade de cafeína extraída por grama de grão devido às várias formas de preparações existentes – filtração, instantâneo, expresso, etc. – que causam uma variação nesse processo.

Café e boa forma

Devido ao seu poder termogênico, a cafeína se tornou muito popular entre os suplementos para redução das medidas. A substância ajuda na performance, retarda a fadiga e auxilia a perda de peso, pois tem a capacidade de quebrar o tecido de gordura, favorecendo a eliminação dos excessos. Obviamente, seu consumo precisa estar associado a uma dieta saudável para que suas propriedades contribuam para o emagrecimento e potencializem os resultados da malhação.

Bom para quem pratica exercícios

O efeito estimulante da cafeína ativa regiões importantes no cérebro e os benefícios vão muito além. A substância tem a capacidade de melhorar o desempenho físico, pois ela diminui a percepção de esforço ao realizar uma atividade física, assim, a pessoa tem a sensação de ser mais fácil do que realmente é. Ela também retarda a fadiga ao poupar os estoques de glicogênio muscular.

De olho na dosagem

O segredo para aproveitar ao máximo os benefícios de alimentos funcionais como o café está na dose. Por mais clichê que pareça aquela frase que indica o “consumo com moderação” neste caso ela é uma observação muito válida, pois existem aqueles que devem ter atenção redobrada e orientar-se com profissionais ao incluir produtos e alimentos à base de cafeína à dieta como gestantes, nutrizes e pessoas com problemas crônicos.

Efeito anti-sono

A nutricionista também alerta para evitar o exagero, principalmente por parte daqueles que enfrentam dificuldades para dormir, pois seu efeito estimulante pode prejudicar o sono. “É muito importante ter o acompanhamento de um profissional da saúde e controlar as porções ingeridas, pois o ideal é extrair os efeitos benéficos sem se tornar dependente. Além disso, é fundamental buscar fontes seguras para alcançar todos os benefícios que o nutriente pode oferecer” acrescenta a especialista.

Consumo

O composto, feito puramente à base de cafeína concentrada, é a aposta do momento. Sua fama – por beneficiar as dietas de emagrecimento e potencializar o desenvolvimento das atividades físicas – já fez adeptos até entre as celebridades e estrelas de Hollywood. A forma mais prática de consumir a substância é através da ingestão de pílulas de extrato do nutriente, que possibilitam os efeitos sem ter que ingerir o café ou outras bebidas que possam conter açúcares ou ingredientes indesejáveis e calóricos na sua composição. Mas é possível encontrar o café verde comercializado de diversas formas e sua administração varia de acordo com as orientações de cada uma. Em geral, é recomendado ingeri-lo durante o dia, antes das refeições e do treino, para otimizar o rendimento dos exercícios físicos.

Fonte: Nature Center e Idealfarma

PUBLICADO EM 19.02.2017 - 11:50

carnaval4

Um dos feriados mais aguardados do ano está chegando e são vários os preparativos para os dias de festa. Muitos pretendem viajar, outros vão para os desfiles das escolas de samba e há ainda aqueles que preferem os blocos de rua, porém, nessa época, o que todos querem mesmo é estar com a saúde em dia para aproveitar o Carnaval ao máximo e com o corpo em forma para arrasar na folia.

No entanto, nesta época do ano, boa parte das pessoas não se alimenta adequadamente e acaba adquirindo uns quilinhos indesejáveis, o que faz com que a busca por academias, clínicas estéticas e lojas de suplementos subam consideravelmente, afinal, todos querem entrar naquela fantasia maravilhosa que compraram especialmente para a data.

A boa notícia é que existem alguns alimentos naturais que podem auxiliar nesse processo e salvar os brasileiros que fazem jus à fama de deixar tudo para última hora. A poucos dias do Carnaval ainda é possível adotar um cardápio funcional que vai potencializar a beleza e o bem-estar, sem deixar a saúde em segundo plano.

Enxugar a silhueta sem correr riscos

Indiscutivelmente, emagrecer com saúde requer muita dedicação e paciência. Dietas extremamente restritivas, onde se elimina determinado alimento ou, até mesmo, um grupo alimentar inteiro podem até fazer com que alguns centímetros da cintura diminuam em poucos dias, porém, nem sempre essa perda é de gordura. A nutricionista Sinara Menezes alerta que essa medida, além de ilusória é arriscada “Em geral, essa perda será de líquidos e não propriamente de gorduras.

Abrir mão de alimentos essenciais, como os carboidratos, por exemplo, pode até levar a uma sensação de perda de peso, mas esse falso emagrecimento ocorrerá em detrimento da saúde, uma vez que esses alimentos são essenciais para o corpo. Ainda mais nesta época, onde as pessoas gastam mais energia pulando o Carnaval”. A profissional enfatiza que é preciso muito cuidado com as fórmulas milagrosas para emagrecer rapidamente, pois, em geral, elas não levam em conta o estado nutricional do indivíduo.

Ainda assim, isso não significa que não seja possível dar uma enxugada na silhueta a poucas semanas da folia: se essa preocupação acabou ficando para a última hora, o folião pode aproveitar esse evento para estimular uma mudança de hábitos e ainda fazer bonito na avenida. “Eliminar gradativamente o açúcar, investir em alimentos funcionais, e estimular bons hábitos como hidratar-se adequadamente e começar a praticar uma atividade física regular. Essas atitudes, além de motivarem a uma rotina mais saudável, ajudarão a limpar o organismo, reduzir o inchaço, queimar calorias e, ainda, preparar para a folia.” Diante disso, veja quais são os grandes aliados da dieta e da saúde que podem fazer com que a festa seja mais bonita e, principalmente, mais divertida para você.

Alimentos funcionais para turbinar o metabolismo

Existem alguns alimentos que se destacam por oferecer diversos benefícios a saúde além das funções nutricionais básicas. São chamados de funcionais por promoverem uma melhora da saúde e diminuírem o risco de determinadas doenças, inclusive as crônicas. Mas para obter esses benefícios é preciso incluí-los na dieta e consumi-los regularmente. Esse é o caso do feijão branco, por exemplo. De acordo com a nutricionista Sinara Menezes o grão, além de ser um promotor de saúde também é um poderoso aliado para quem deseja perder peso.

O feijão branco é fonte de uma substância chamada faseolamina, proteína capaz de reduzir a absorção dos carboidratos no organismo: Ela age diminuindo significativamente a assimilação do amido ingerido por meio da inibição de enzimas que o convertem em glicose, dessa forma, a capacidade do organismo em absorver o amido é afetada, e, ao invés do carboidrato ser absorvido totalmente, boa parte é eliminada pelas fezes, o que contribui para o emagrecimento” – explica a profissional da Nature Center.

No entanto, segundo Menezes, a faseolamina se perde quando o feijão branco é cozido, portanto, a melhor opção para aproveitar todos os seus benefícios é consumi-lo através do extrato obtido a partir do feijão cru, como cápsulas ou a própria farinha do grão: “A farinha de feijão branco é rica em fibras e, além de aumentar a saciedade, ela também é capaz de manter o estômago cheio por mais tempo, formando um gel no bolo alimentar que torna a absorção da glicose e do colesterol mais lenta. Ela pode ser adicionada a água ou sucos para a ingestão, porém, como seu gosto não é muito agradável ao paladar, a maioria das pessoas preferem as capsulas, que são mais práticas e vem na dosagem certa”.

O poder dos termogênicos

Todos os alimentos necessitam de energia para serem metabolizados, porém há alguns que se destacam, pois, as substâncias termogênicas presentes em suas composições aumentam a temperatura do corpo e demandam mais energia na digestão, induzindo o metabolismo a trabalhar num ritmo acelerado e aumentar a queima de gorduras para estabilizar a temperatura interna.

Café verde

Esta versão do café, conhecida também como green cofee, se destaca pela fabricação, pois, ao contrário do grão tradicional que estamos acostumados, ela não passa pelo processo de torrefação, que serve apenas para amenizar o gosto amargo da bebida e conferir mais prazer ao paladar. Portanto seus principais nutrientes como a cafeína, os antioxidantes e o ácido clorogênico – substância que estimula neurotransmissores e favorece a quebra do tecido de gordura – são preservados em maior quantidade, o que potencializa seu efeito termogênico e mantém seus benefícios numa taxa muito mais elevada do que no café preto.

Chá verde

Rico em antioxidantes, esse chá poderoso já superou a fase do modismo e mostrou a que veio. Além de combater os radicais livres e prevenir o envelhecimento celular ele ainda auxilia no emagrecimento e garante mais energia e disposição devido a sua alta concentração de cafeína e catequina, substâncias capazes de acelerar o metabolismo, aumentando o gasto calórico, além de facilitar a digestão e ajudar a regular o intestino. O chá, proveniente de uma planta chamada Camellia sinensis, é considerado um dos melhores termogênicos naturais e tem uma ação estimulante sobre todos os órgãos do corpo, além disso também possui funções diuréticas que reduzem o inchaço do corpo combatendo a retenção de líquidos. Ele pode ser encontrado em pó solúvel, sachê ou cápsulas.

Fuja das bombas calóricas

Muitos alimentos energéticos carregam em sua composição uma grande quantidade de calorias capazes de sabotar a dieta e não só dificultar o emagrecimento como também favorecer o aumento do peso. O açaí é um exemplo disso, pois, para ser vendido, o fruto é transformado em polpa e adicionado de xarope de guaraná, o que o torna altamente calórico. Para se ter ideia, a cada 100 gramas do fruto in natura há cerca de 65 calorias e menos de 2 gramas de carboidratos, já o alimento processado salta para cerca de 160 calorias e mais de 20 gramas de carboidratos na mesma porção graças ao ingrediente usado para adoçá-lo.

O fruto, que é encontrado tipicamente na região Norte do Brasil, é altamente benéfico à saúde antes de ser processado, pois é energético, rico em fibras e gorduras boas, no entanto, fora da região de cultivo é muito difícil encontra-lo da forma natural, e a maioria das pessoas só tem acesso à polpa industrializada, portanto “o que deveria ser saudável acaba, muitas vezes, sendo prejudicial à saúde e a dieta. Além disso o açaí geralmente é consumido com acompanhamentos como banana, granola, mel, paçoca e até mesmo leite condensado, elevando ainda mais seu valor calórico e índice glicêmico” – explica a nutricionista.

Depois da folia: dicas e cuidados

Durante o carnaval há várias festas, desfiles e blocos de rua, isso faz com que boa parte das pessoas passem longas horas sem se alimentar adequadamente ou consumam alimentos hipercalóricos. Outro fator agravante é o álcool. Bebidas alcoólicas costumam ser consumidas demasiadamente, o que sabota tanto a dieta quanto a saúde. Para manter a disposição durante o feriado e não colocar todo o esforço feito a perder, além de moderação, é preciso se atentar a alguns cuidados básicos que podem fazer a diferença e garantir o melhor proveito da festa:

Hidratação: beber bastante água é extremamente importante, especialmente para aqueles que pretendem consumir alguma bebida alcoólica. Além de manter o corpo hidratado diante das altas temperaturas do verão, ela ainda evita aquela ressaca indesejada no dia seguinte e garante energia para voltar ao trabalho depois da quarta-feira de cinzas;

Frutas: optar pelas frutas durante a folia não só é uma opção mais saudável como também é mais prático e seguro. Dentre a variedade delas disponíveis na estação, há muitas que podem ser armazenadas e conduzidas facilmente na bolsa e evitam o consumo de alimentos gordurosos que são vendidos nas ruas e expostos ao sol e condições de higiene, muitas vezes, duvidosas.

Chás: após o carnaval, para continuar com o corpo sequinho e a saúde em dia, é ideal o consumo de chás. Muitos possuem propriedades diuréticas, que combatem a retenção de líquidos, e componentes antioxidantes que protegem as células saldáveis do organismo

Cardápio balanceado: para prolongar os resultados da dieta e aumentar a resistência física, é fundamental investir na saúde do organismo através de uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes. Para isso o ideal é consultar um nutricionista, que pode avaliar qual o melhor plano alimentar para as necessidades individuais de cada pessoa.

Fonte: Nature Center

PUBLICADO EM 19.02.2017 - 8:51

exercicio

Sabe aquele amigo que vira um atleta aos sábados e domingos? Corre, pedala, nada, joga futebol… Aos esportistas de fim de semana, um aviso:  é superimportante buscar orientação profissional antes de praticar atividade física regular ou intensa ou mesmo um esporte amador. Neste domingo (19 de fevereiro) em que se celebra o Dia do Esportista, especialistas alertam sobre a importância do exame médico antes do início da prática esportiva e do acompanhamento de especialistas caso seja diagnosticada alguma patologia.

“Através da avaliação médica é possível identificar algumas inconformidades como hipertensão arterial, problemas cardíacos, pulmonares, entre outros. Caso alguma doença seja diagnosticada será preciso visitas regulares ao médico, além de acompanhamento do profissional de educação física que irá prescrever a atividade correta, respeitando o histórico de cada aluno. Vale ressaltar que o uso associado de estimulantes, energéticos e anabolizantes pode provocar arritmia cardíaca”, detalha Olga Ferreira de Souza, coordenadora do serviço de arritmia e eletrofisiologia da Rede D’Or São Luiz.

Ela reforça que o esporte é o grande aliado da saúde física e emocional, sendo responsável pelo desenvolvimento de diversas habilidades e indicado para qualquer faixa etária para preservação da saúde.  Há muitos opções para diferentes perfis, porém, a escolha pela atividade que será praticada deve estar alinhada à outras questões como, por exemplo, doenças pré-existentes, limitação física e idade. “Os limites do corpo devem ser respeitados e a consulta médica antes do início de qualquer esporte deve ser uma regra para evitar lesões musculares e/ou danos permanentes à saúde”, ressalta a médica.

Além das doenças pré-existentes, é preciso ficar atento à algumas patologias como hérnia de disco, condromalácea patelar (desgaste na cartilagem do joelho), lesões no menisco e no ombro, que exigem atenção especial no momento da prática esportiva. Em caso de hérnia de disco, por exemplo, o indicado são atividades sem impacto como natação, hidroginástica, alongamento e exercícios de fortalecimento da musculatura abdominal, paravertebral e do posterior de coxa.

É fundamental estar alerta aos sinais que o corpo dá através da dor. As lesões musculares são comuns nos esportes e,geralmente, são relacionadas a contusões ou traumas, lesões musculares, ligamentares ou sobrecargas articulares.

“As lesões musculoesqueléticas representam até 55% de todas as lesões. Geralmente é reconhecida por ser uma dor mais generalizada e aguda. É necessário interromper a atividade imediatamente e procurar atendimento médico, pois o quanto antes o paciente for atendido suas chances de recuperação são potencializadas. Porém, nem toda dor representa lesões graves, pois é comum a presença desse incômodo quando iniciamos alguma atividade, após longo tempo inativos”, comentou o ortopedista do Hospital Rios D’Or, Rodrigo Rezende.

Fonte:  Rede D’Or São Luiz, com redação

 

 

VEJA MAIS POSTS